Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Olha, em Espanha (de novo), quem diria.

por FJV, em 14.09.09

Pedida prisão de 3 anos para o subdirector de El Mundo.

Editorial: uma represália.

Autoria e outros dados (tags, etc)

La democracia no está para quedarse.

por FJV, em 14.09.09

Mario Vargas Llosa sobre a América Latina: «En América Latina, al contrario que en países como España, la democracia no está allí para quedarse. Siempre hay una posibilidad de dar pasos atrás. Esto se ve en la clara involución que ha habido en países como Nicaragua, Venezuela, Ecuador y Bolivia. En cambio algunos otros Gobiernos de izquierdas, como el de Brasil, se han mostrado con más sentido común [...].»

{Texto completo aqui.}

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

As coisas no seu lugar.

por FJV, em 14.09.09

Obrigado, Quincy Jones, obrigado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Espanha.

por FJV, em 14.09.09

A ler o texto do Jansenista sobre Espanha:

 

«A Espanha evoluiu muito, mas nem sempre no sentido do progresso (naquilo que esta última expressão tem de conotação valorativa). O cosmopolitismo de viragem de século entrou mal em Espanha, o que se revela não apenas na consabida dureza de ouvido dos nossos vizinhos – que por caridade deveriam ser dispensados do esforço de falarem outras línguas – mas também no desaparecimento de muitos dos traços de uma certa nobreza de carácter que parecia altivez, mas era no fundo melancolia de um Império político e cultural não muito distante, agora domado e conservado na penumbra de museus opulentos.» (Todo o texto aqui.)

Nós temos direito a essa Espanha incivilizada.

Os espanhóis querem um mundo perfeito.

Javier Marías: La Intromisión que no pára.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já chorou?, quando chorou?, gosta de puésia?

por FJV, em 14.09.09

Seja lá quem ganhe as eleições, este post do Luís Januário merece ficar para ser lido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Citações.

por FJV, em 14.09.09

José Sócrates tem um problema com as citações. A de Abel Salazar, usada durante o debate com Manuela Ferreira Leite, não era exatamente assim, embora viesse a despropósito. Quanto ao poema de Pessoa na série “intimista” da SIC, também há manifesta confusão entre Pessoa, Campos e Ricardo Reis. O primeiro-ministro não estava à vontade nem ao falar de poesia nem dos “seus poetas” – aos quais “recorre com alguma frequência”, a acreditar na sua palavra. Uma canção dos anos setenta perguntava muito simplesmente “pode alguém ser quem não é?” a este e outros propósitos. Ninguém pede a um candidato a primeiro-ministro que cite os mestres e tenha biblioteca. Pede-se-lhe, antes, que tenha mundo. O deslumbramento é mau caminho, sobretudo se soa a falso e é encenado com defeitos.

[Na coluna do Correio da Manhã]

Autoria e outros dados (tags, etc)

«Sorpresas te da la vida.»

por FJV, em 14.09.09

O primeiro-ministro acaba de dizer, na televisão, que o político europeu com quem sente mais afinidades é Nicholas Sarkozy. Mesmo assim.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds