Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Os que se vão.

por FJV, em 12.03.09

Não éramos do mesmo grupo, das mesmas memórias; mas aprendi várias coisas com ele, tanto mais que discutimos algumas vezes, sobre política, sobre jornalismo, sobre futebol, sobre Coimbra, sobre  que havia à nossa volta. O João Mesquita fazia parte de um grupo de amigos que se foi desfazendo com o tempo, a idade, as doenças que caminham na nossa direcção, sem que se desfaça o essencial, que é a sensação de pertencermos a um mesmo sentido, que nunca é único, perfeito, o indicado. A morte do João acrescenta-se a uma série de despedidas difíceis e empobrecedoras. Naquele grupo de pessoas não era preciso estarmos todos do mesmo lado, era o que eu queria dizer; era preciso falarmos a mesma língua, que do resto nos encarregávamos nós. O que ele sofreu por ser como era, íntegro, sério, à antiga, não se lhe restitui. Só podemos falar assim, da morte que nos mata um pouco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A propósito de livros, mas não apenas.

por FJV, em 12.03.09

Jaime Bulhosa sobre Gonçalo Bulhosa, a propósito de livros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Legislar.

por FJV, em 12.03.09

Segundo Pinto Monteiro, Procurador-Geral da República, o projecto de lei sobre a violência doméstica «tem muitos conselhos, o que não deveria fazer parte de uma lei ordinária». Seja bem-vindo ao clube. Legislar devia ser uma actividade séria e ponderada, ao abrigo das pressões da actualidade, da última moda e dos títulos dos jornais. Em Portugal legisla-se bastante (para cada problema promete-se um decreto) e sob influência da actualidade. Como se não bastasse, muitos legisladores acham que a lei fica incompleta se lhe falta um preâmbulo ideológico cheio de moral, ética e princípios, onde é mais fácil cair a asneira. Se os legisladores têm necessidade de grandiloquência, que a pratiquem no lugar adequado, poupando-nos a sermões e figuras de estilo sobre a vida em geral.

 

Adenda: Nada obsta a que se considere a «violência doméstica» como um crime.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds