Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sem brilho nem glória.

por FJV, em 16.04.08
Não se compreende que tão pouca gente proteste, no PSD, contra o despautério em que andam os seus líderes. É uma acumulação de dislates sobre dislates, desde o carácter errático das suas propostas até aos ziguezagues sobre a comunicação social. No fundo, a história repete-se, mas de forma triste e, mais uma vez, sem glória. A primeira vez aconteceu com Santana Lopes, que teve a mais penosa campanha eleitoral de que há memória no PSD, com gripe, solitário e falando sobre “os colos” de Sócrates. Foi severamente punido pelo eleitorado. Luís Filipe Menezes acredita que está a remar contra as adversidades, que confunde com os “barões” do partido – mas não está. Está, sim, a remar contra o melhor do que podia ser o eleitorado do PSD, acreditando que os banhos de “popularidade” nas festas do partido valem mais do que a ponderação e a conquista de quem não milita nas concelhias dos aliados. Quando perceber que errou, será tarde demais. Já aconteceu, voltará a acontecer.
[Da coluna do Correio da Manhã.]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Berlusconi clandestino.

por FJV, em 16.04.08
Berlusconi ganhou as eleições em Itália e conseguiu maioria absoluta. O homem é um pouco tresloucado, desadequado,  eu não o levava a jantar fora, e além disso tem tiques de artista de circo italiano. Mas tem razão em muitas coisas. O que eu estranho é que a imprensa, desiludida, não tenha dado destaque ao assunto. Querem ver que não deixaram os jornalistas portugueses votar em Itália? Pode?
[Da coluna do Correio da Manhã.]

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds