Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



É permitido fumar!

por MAV, em 25.01.08
Este restaurante - o Sem Palavras, no Mercado de Alvalade, em Lisboa - consta já da lista. Mas deve-se sublinhar que, além de ser uma casa onde se pode fumar, é também uma casa de bem comer, sobretudo no capítulo dos mariscos e dos peixes. E cheia de simpatia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

As profissões credíveis.

por FJV, em 25.01.08
A certos sectores do governo as coisas começam a correr mal. Agora, isto. Não estou a exagerar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cada cavadela, cada minhoca. Das que fazem rir.

por FJV, em 25.01.08
Luís Filipe Menezes defende aproximação entre Administração Interna e Justiça com um único ministro para as duas áreas. Definitivamente, isto não ajuda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Blasfémias.

por FJV, em 25.01.08
De cara nova, mais arrumadinho, o Blasfémias abandona definitivamente a plataforma .blogspot.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Pois tu foste estrangeiro.

por FJV, em 25.01.08


Este caso dos ilegais marroquinos entregues às autoridades de Marrocos devia dar pano para mangas e não se percebe por que razão não deu. Nem a igreja católica protestou (e eu lembro os tempos em que a Rádio Renascença e figuras da igreja se empenhavam em discutir a situação dos ilegais em Ceuta, por exemplo), nem outras confissões mostraram a sua voz para chamar a atenção para o problema ou para as suas soluções. Pessoalmente, gostava de ver este sector mais atrevido; é uma pena que a Comunidade Israelita de Lisboa não tenha mencionado o tema; que a Mesquita não tenha aparecido. Todos estão adormecidos. Agora é tarde, porque dos 23 desembarcados em Olhão já foram expulsos 16, e desses 16 não há notícias senão de quatro que terão chegado a suas casas. A questão, como demonstrou o Eduardo, não é a da aplicação da lei, mas a da menção à frase essencial «pois tu foste estrangeiro». Tem de haver uma explicação para a dualidade de respostas até agora dadas pelas autoridades; nuns casos, com os holofotes das televisões, vão buscá-los a Espanha para mostrar a face humana da pátria; noutros, expulsam-nos às escondidas porque são marroquinos, gente do deserto, e nem sabiam que tinham chegado a Portugal.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds