Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



É permitido fumar!

por MAV, em 14.01.08
Seguindo a indicação de David Lopes Ramos no "Fugas" do Público, aqui está mais um magnífico restaurante para fumadores: o Mãe d'Água, na Travessa das Amoreiras, em Lisboa. Reservas (aconselháveis) pelo telefone 213 882 820.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Para Além da Mágoa: Novos Diálogos Pós-Coloniais

por FJV, em 14.01.08


Uma nova geração de escritores tem emergido na narrativa contemporânea com um discurso que procura descolonizar as mágoas, as angústias, e dores que a geração anterior trouxe de África e de Timor. É necessário pensar e reflectir nestas novas trajectórias de vida e identidades, com um olhar completo. Este acto de olhar, é o projecto de escritores que procuram fazer uma leitura diferente da caminhada histórica, cultural e subjectiva do nosso passado colonial, de um modo criativo, lúcido, e equilibrado. É a língua das águas subterrâneas que enriquece este mal-estar pós-colonial, revelando sentimentos de perda e de exílio. Acolher e escutar estes novos olhares, estas novas visões em interacção com África e Timor, permite-nos dirigir e avaliar o diálogo que propomos, para além da mágoa.

Colóquio Para Além da Mágoa. Organização de Margarida Paredes (Centro de Estudos Africanos, Faculdade de Letras de Lisboa), Sheila Khan (University of Manchester / Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra) e Casa Fernando Pessoa.
22 de Janeiro de 2008 na Casa Fernando Pessoa a partir das 9h30


Presenças de  Ana Paula Tavares, Francisco Camacho, José Eduardo Agualusa, Joaquim Arena, Paulo Bandeira Faria, Margarida Paredes, Miguel Gullander e Luís Cardoso.

  • 9:30-10:00 – Apresentação do Encontro, por Francisco José Viegas e Sheila Khan
  • 10:00-12:45 – Das Narrativas do Não-Sofrimento, dos Novos Sentidos sobre a Literatura Pós-Colonial de Língua Portuguesa. Mesa orientada por: Livia Apa (professora universitária, Universidade de Nápoles L’Orientale e na Universidade de Roma La Sapienza).
  • 14:00-17:15 – Dos diálogos, e de uma Literatura Luso-Afro-Brasileira Pós-Colonial. Mesa orientada por: Inocência Mata (professora universitária, estudiosa de literaturas africanas)


Autoria e outros dados (tags, etc)

Comentários.

por FJV, em 14.01.08
Delicioso comentário do Jansenista ao «esclarecimento» de Campos e Cunha «acerca da Guerra de Corso na banca portuguesa»: «A frontalidade do analista é apreciável. Mas quando nos lembramos das responsabilidades que teve, o resultado passa a ser arrepiante. Para usarmos uma alegoria, é como se um guarda florestal confessasse que só há dois tipos de guardas florestais: os cegos e os compadres dos pirómanos. E não deixa de ser revelador o esforço do guarda florestal para nos convencer de que pertence à primeira dessas duas categorias...»

Autoria e outros dados (tags, etc)

Avisos.

por FJV, em 14.01.08
José Medeiros Ferreira lança oportunos avisos na entrevista ao Diga Lá Excelência. Ontem, no Público.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds