Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O cantinho do hooligan. Um elogio a Quaresma.

por FJV, em 25.11.07












Devia existir uma espécie de guarda de honra em redor de Quaresma, para recuperar as bolas que ele perde e entregar-lhas outra vez, para que ele possa repetir a finta ou fazer de novo o que ele fez a Adalto, passando-lhe a bola por cima. Valdano, há tempos, escrevia sobre essa arte de fazer coisas estranhas, próximas do talento puro, situando Quaresma entre os grandes artistas. Mas Quaresma é solista de outra música. Há jogadores que tomam o seu lugar numa grande orquestra; há os que reconhecemos em música de câmara; há os solistas extravagantes, como Cristiano Ronaldo (que os scolarianos perseguiram à pedrada durante um ano inteiro) ou Messi, que não podemos perder de vista. E há os que saltam para o palco ora a solo, ora com o seu grupo, bailaores, cantaores e guitarristas. Sentem-se bem no tablao; não compreendem que interpretam um papel de tragédia, mas sabem passar do cante corto para o cante grande com um silêncio demolidor. A metáfora é propositadamente gitana. O cante p'alante deve ser escutado pelo público e a estrela é o cantaor; Quaresma interpreta-o algumas vezes, em trivelas fantásticas. Mas ele dá-se bem com o cante p'atrás, onde serve o conjunto de bailaores principais, e essa é uma virtude rara. O golo de hoje arrancou-lhe um sorriso aberto, largo, que o acompanhou até ao final como um jaleo cheio de brilhos adolescentes, tra tra tantan, trajili trajili traji, sons desconexos, mas sempre com voz afillá, rouca, de bandoleiro.
Sob a perseguição e pressão da inveja, Quaresma jogou os noventa minutos com a ameaça do cartão amarelo que o impediria de jogar na Luz no próximo sábado. Maturidade e aposta; Jesualdo compreendeu este desafio e deu-lhe a oportunidade de praticar a sua arte sobre o fio da navalha. Num jogo absolutamente mediano e calculado, Quaresma regressou aos golos e sorriu. Ele merece.


Outras notas sobre o jogo:

Carlos Xistra. O árbitro era medíocre. Reconhece-se um árbitro medricas quando ameaça os jogadores com aquele olhar de «não permito isso, eu tenho todo o poder». Xistra conseguiu mostrar o primeiro cartão amarelo a Raul Meireles ao fim de onze jornadas, essa foi a grande novidade.
Lucho. O primeiro golo foi Lucho, com dois fragmentos de passe interpretados como uma milonga, por entre as pernas de um central do Setúbal. Depois, Lisandro a servir. Daí a nada, com dois dribles na área, Lisandro falhou injustamente.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bellini.

por FJV, em 25.11.07









Os livros de cabeceira: o de Christopher Hitchens, Deus Não é Grande, quase concluído (para noites bissextas); o de Zadie Smith, Uma Questão de Beleza (três capítulos de fim de tarde, na varanda); o de Gonçalo M. Tavares, Aprender a rezar na Era da Técnica (ainda não comecei); e os de Tony Belloto, que me ajudam a adormecer (também há o novo Harry Potter, mas guardo-o para a temporada idiota que se aproxima). Depois de Bellini e o Demônio, em que há um manuscrito perdido de Dashiell Hammett, estou agora com Bellini e os Espíritos, onde aparece um taxista paulistano chamado Elvis Presley da Silva.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

A Origem das Espécies.

por FJV, em 25.11.07












Há 148 anos, assinalados ontem, Charles Darwin publicava The Origin of Species. A ler, no sempre excelente De Rerum Natura, a evocação da data, num post de Palmira F. da Silva.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um Solar para a poesia.

por FJV, em 25.11.07









Tiveram ontem lugar os 3ºs Encontros Internacionais de Poesia promovidos pelos CS Hotéis. As duas primeiras edições realizaram-se no CS Suite Hotel de S. Rafael (Albufeira); a edição deste ano mudou-se para o Douro, tendo como cenário o Solar da Rede, em Mesão Frio.
Eduardo Pitta, Helga Moreira, Maria do Rosário Pedreira, Fernando Pinto do Amaral e valter hugo mãe foram os poetas portugueses presentes; de Espanha veio Juan Carlos Mestre.Para além da noite de poesia, os poetas e jornalistas presentes puderam usufruir da qualidade hoteleira e restaurativa, quer do Solar da Rede, quer da Vintage House, no Pinhão, unidades que integram agora o grupo CS.
Cabendo-me desde o início a missão (fácil) de coordenar estes encontros, regozijo-me com duas coisas:- a disponibilidade de uma empresa privada para apoiar uma iniciativa cultural minoritária;- o ambiente cordial que se consegue criar entre poetas de gerações muito diferentes, transformando um recital de poesia num convívio fraterno e enriquecedor, em que não há ânsias de protagonismo nem invejas.
Foi assim em 2005, foi assim em 2006, voltou a ser assim em 2007. E já lá vão 17 poetas: 13 poetas portugueses e 4 poetas estrangeiros.
[MAV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Curiosidades poéticas.

por FJV, em 25.11.07










«Stalin es el mediodía/ la madurez del hombre y de los pueblos... Stalin alza, limpia, construye, fortifica/ preserva, mira, protege, alimenta.»
[Pablo Neruda, poema «Camarada Stalin»]

«Padre y maestro y camarada:/ quiero llorar, quiero cantar./ Que el agua clara me ilumine,/ que tu alma clara me ilumine en esta noche/ en que te vas.»
[Rafael Alberti, poema «Stalin ha muerto»]

«Stalin capitán,/ a quién Changó proteja y a quien resguarde Ochún/ A tu lado, cantando, los hombres libres van.»
[Nicolás Guillén, poema «Canción a Stalin»]

Em poemas com endereço, assim, prefiro a sinceridade daquele poeta, português e tudo, maneirinho: «Ó meu querido Partido/ Comunista Português:/ Ao dares à vida sentido,/ Deste-me a vida outra vez.»
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cerveja maldita.

por FJV, em 25.11.07
Não tem importância, mas ao fim da tarde de domingo, o site Orgulho Hetero tinha sido retirado do ar e o site da cerveja Tagus não lhe fazia qualquer menção. A patrulha venceu. Sobre uma campanha sem jeito, mas venceu. País de plástico e de covardes.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

ASAE?

por FJV, em 25.11.07
E se a ASAE fosse a Madrid? Retrato de algumas casas que fechariam na capital espanhola, antes de a ASAE ser encerrada.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

A não perder.

por FJV, em 25.11.07









A não perder, sob nenhum pretexto, a crónica de António Barreto no Público de hoje: «Eles estão doidos!»
«Os cozinheiros que faziam no domicílio pratos e “petiscos” a fim de os vender no café ao lado e que resistiram a toneladas de batatas fritas e de gordura reciclada, podem rezar as últimas orações. Todos os que cozinhavam em casa e forneciam diariamente aos cafés e restaurantes de bairro sopas, doces, compotas, rissóis e croquetes, podem sonhar com outros negócios. Os artesãos que comercializavam produtos confeccionados à sua maneira vão ser liquidados.
A solução final vem aí. Com a lei, as políticas, as polícias, os inspectores, os fiscais, a imprensa e a televisão. Ninguém, deste velho mundo, sobrará. Quem não quer funcionar como uma empresa, quem não usa os computadores tão generosamente distribuídos pelo país, que não aceita as receitas harmonizadas, quem recusa fornecer-se de produtos e matérias-primas industriais e quem não quer ser igual a toda a gente está condenado.
Esses exércitos de liquidação são poderosíssimos: têm estado-maior em Bruxelas e regulam-se pelas directivas europeias elaboradas pelos mais qualificados cientistas do mundo; organizam-se no governo nacional, sob tutela carismática do ministro da Economia e da Inovação, Manuel Pinho; e agem através do pessoal da ASAE, a organização mais falada e odiada do país, mas certamente a mais amada pelas multinacionais na gordura, pelo cartel da ração e pelos impérios do açúcar.
[...]
Nas esplanadas, a partir de Janeiro, é proibido beber café em chávenas de louça, ou vinho, águas, refrigerantes e cerveja em copos de vidro. Tem de ser em copos de plástico.
Vender, nas praias ou nas romarias, bolas-de-berlim ou pastéis de nata que não sejam industriais e embalados? Proibido. Nas feiras e mercados, tanto em Lisboa e Porto como em Vinhais ou Estremoz, os exércitos dos zeladores da nossa saúde e da nossa virtude fazem razias semanais e levam tudo quanto é artesanal: azeitonas, queijos, compotas, pão e enchidos.
Na província, um restaurante artesanal é gerido por uma família que tem, ao lado, a sua horta, donde retira produtos como alfaces, feijão verde, coentros, galinhas e ovos? Proibido.
Embrulhar castanhas em papel de jornal? Proibido.
Trazer da terra, na estação, cerejas e morangos? Proibido.
[...]

Vender, no seu restaurante, produtos da sua quinta, azeite e azeitonas, alfaces e tomate, ovos e queijos, acabou. Está proibido.
Comprar um bolo-rei com fava e brinde porque os miúdos acham graça? Acabou. É proibido.
[...]
Servir areias, biscoitos, queijinhos de amêndoa e brigadeiros feitos pela vizinha, uma excelente cozinheira que faz isto há trinta anos? Proibido.
As regras, cujo cumprimento leva a multas pessadas e ao encerramento do estabelecimento, são tantas que centenas de páginas não chegam para as descrever.
[...]
Tudo isto, como é evidente, para nosso bem. Para proteger a nossa saúde. Para modernizar a economia. Para apostar no futuro. Para estarmos na linha da frente. E não tenhamos dúvidas: um dia destes, as brigadas vêm, com estas regras, fiscalizar e ordenar as nossas casas. Para nosso bem, pois claro.»
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Constitucionalistas venezuelanos. Perdão, espanhóis.

por FJV, em 25.11.07









A edição do ABC de hoje mostra o rosto do principal constitucionalista de Hugo Chávez; trata-se de Roberto Viciano Pastor, professor de Direito Constitucional na Universidade de Valencia (titular da Cátedra Jean Monnet sobre Instituições Comunitárias), e ex-militante do grupo franquista Fuerza Nova. Além de trabalhar para Chávez e defender a auto-determinação do País Basco, Viciano é igualmente assessor de Evo Morales (Bolívia) e de Rafael Correa (Equador), tendo sido conselheiro do nacionalista peruano Ollanta Humala. É ele o pai do projecto da nova constituição a referendar no próximo dia 2 de Dezembro. Olé.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Memorial às vítimas do massacre de Lisboa em 1506.

por FJV, em 25.11.07












Está a decorrer uma recolha de assinaturas online para a instalação, em Lisboa (Largo de São Domingos), de um Memorial às Vítimas da Intolerância, evocativo do massacre judaico de Lisboa de 1506. Assinar aqui.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Revista de blogs. Leitura.

por FJV, em 25.11.07
«Harold Bloom revelou, no último número do The New York Review of Books*, que decidiu voltar a ler Shakespeare em vez da Bíblia, depois de ter regressado à vida, em Agosto, na sequência de alguns dias de internamento a recuperar de uma síncope. E a conclusão tornou-se óbvia: “Não há separação entre vida e literatura em Shakespeare”.»
{Luís Carmelo, no Miniscente}
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Revista de blogs. Pele.

por FJV, em 25.11.07
«Um beijo numa pele macia ( e caberá ao leitor a escolha da superfície), por trivial que possa parecer, não terá preço quando já não houver pele para beijar. O nosso tempo conta connosco, o futuro conta com os outros.»
{Filipe Nunes Vicente, no Mar Salgado}
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 25.11.07
||| Revista de blogs. Figo.
«Caríssimo Figo, foste muito bom e ainda és. Mas peço-te que não voltes à Selecção. [...] Vamos deixar a próxima geração à sua sorte, desgraçando-se, se tiver que ser, às suas próprias expensas.»
{Bruno Sena Martins, Avatares de um Desejo}

[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 25.11.07
||| Revista de blogs. Perfeitamente.
保険の加入を考えるときには、保険料がいくらになるのか 良く考える必要があります。保険の相談をするときにも、この保険料の計算はしておく必要があるでしょう。生命保険、火災保険、学資保険などは
この計算が大事だと思います。
{Kozima, no Tomara que Caia}
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 25.11.07
||| Revista de blogs. Queriam.
«A nós, solteironas feministas, nenhum homem nos faz o ninho atrás da orelha. Queriam, mas está para vir o dia.»
{O Mundo Perfeito}

[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 25.11.07
||| Revista de blogs. Três remates.
«Na segunda parte o Sporting vai jogar pior mas acredito que terá a devida compensação dessa inevitabilidade e marcará 3 golos em 2 remates.»
{Besugo, no Blogame Mucho}
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds