Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 21.08.07
||| Problemas, problemas.
Pois. Há explicações que têm de ser dadas. Contas são contas. Era uma boa oportunidade para começar a pôr as contas dos partidos em dia.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 21.08.07
||| O cantinho do hooligan. A Arménia, esse monstro.
Isto poderia ser trágico: Portugal tem de vencer a Arménia. Contentai-vos, canibais.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 21.08.07
||| Coisas do Verão





1. A morte de Bergman e de Antonioni. É uma parte do «meu» cinema que desaparece. Uma parte de mim.




2. A livraria Michelena, em Pontevedra. Tomara a província portuguesa ter livrarias assim...



3. O restaurante El Crisol, no O Grove (Galiza). A qualidade gastronómica e a simpatia no atendimento. Parabéns, D. Digna!





4. O bar de copas Vinilo, também no Grove. Para um urbano-depressivo como eu, um oásis no meio das férias. E com fumo, como convém.






5. O Terras Gaudas, que descobri há muitos anos atrás pela mão do Paco Feixó. Continua um vinho branco excelente, a provar que o Albariño pode ser acertadamente misturado com outras castas.





6. Os contos de Hemingway, numa excelente edição (e tradução) espanhola da Lumen. O reencontro com um dos "meus" escritores.

7. Estar no Algarve fechado num hotel como se o Algarve não existisse. A felicidade às vezes anda perto de nós.

[MAV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 21.08.07
||| O cantinho do hooligan. Nada contra.
Parece que Fernando Santos foi surpreendentemente despedido pelo Benfica que, há já uns tempos, tinha Camacho cuidadosamente preparado. As coisas inesperadas têm sempre um longo historial a anunciá-las.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 21.08.07
||| Apelo.
O Maradona pergunta: queres ser um especialista em transgénicos?

Já agora, Maradona, tens razão: o Vasco escreve muito bem sobre viagens. Bom; ele escreve bem.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

...

por FJV, em 21.08.07
||| Acordo ortográfico para a Língua Portuguesa.
O Brasil está a preparar a prática do Acordo e os jornais vão publicando informação.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

...

por FJV, em 21.08.07
||| Pão.









Há dias, num restaurantezinho que frequento, fui informado de que vai passar a ser praticamente impossível continuar a receber aquele saboroso pão que vem (neste caso) do Alentejo. As autoridades vão querer, certamente, o pão plastificado ou cozido em forno eléctrico. Antigamente, nós queixávamo-nos «das leis de Bruxelas» que atacavam o nosso precioso queijo da Serra ou se recusavam a proteger a denominação de origem do melhor dos vinhos (o Porto), ou se metiam na nossa mesa sempre que queriam. Agora, o perigo é outro e está cá dentro: chama-se falta de bom-senso. Tenho uma lista das tabernas e tascas a visitar antes de serem remodeladas, e uma outra com fornecedores de pão cozido em forno de lenha. Ou, então, passaremos a fazer raides em Espanha, para manter o atrevimento.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 21.08.07
||| Cavaco.
Um post clarificador do Francisco Almeida Leite.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 21.08.07
||| Resumo.













Um grupo de meninos e meninas alternativos, onde (a avaliar pelos textos e pelos discursos) se misturam o discurso radical ecologista, o gosto pelos adubos orgânicos, os narguilés, a new age, a mentalidade anti-científica e a vulgata esquerdista, decidiram promover um espectáculo – destruir um hectare de milho transgénico, invadindo uma propriedade e ministrando, alto e bom som, sempre com os microfones das televisões ligados, lições de moral, ecologia e política. Para não ir mais longe, trata-se de uma violação da propriedade e da lei, além de um ataque ao trabalho de um pequeno agricultor, aplaudida – de quatro – por “especialistas em sublevações”, desde que não as sofram eles na pele. As iniciativas dos meninos (que tiveram o cuidado de se resguardar contra o pólen, pobrezinhos, numa iniciativa “de acção directa e desobediência civil”) foram incluídas num site governamental; isto não constitui novidade nem é caso para escândalo ou para desviar as atenções do essencial, uma vez que a ampla generosidade institucional para com grupos alternativos mistura a sua própria generosidade com a duvidosa boa-fé dos outros – ou seja, com a sua patetice. Há demasiados patetas nas ONG e nos grupos que usam linguagem “ecológica” e “alternativa”; isso é mau para as ONG e péssimo para nós, cidadãos. Aquela linguagem, cheia de metáforas “alternativas” e de ditirambos sobre a “ordem moral & ecológica” é duplamente perigosa: para os próprios, porque pensam que pensam alguma coisa, e para os incautos e generosos, que lhes atribuem alguma importância – é uma linguagem cheia de preconceitos anti-científicos e de coisas que ficam bem, tal como palavras fora de contexto e erva mal misturada. É importante que isso sirva de lição à política de juventude; os jovens devem levar para trás e devem ser ensinados a ler, escrever e contar com alguma competência, arranjando-se-lhes ocupação apropriada e não serem industriados por vândalos.
Finalmente, sobre a natureza “estética” da iniciativa, coisa já suficientemente alvo de chacota, apenas confirma o razoável vácuo daqueles cerebelos. O presidente da República agiu bem ao pedir responsabilidades; o governo deve prestar apoio jurídico ao agricultor lesado, que deve poder processar os meninos; o ministro da Agricultura falou razoavelmente; o ministro da Administração Interna falou tarde demais, para defender a sua corporação, mas deve fazer-nos saber que mandou mesmo proceder a um inquérito porque a actuação da GNR é mais do que duvidosa; e aquela rapaziada deve ser identificada e levada a tribunal (por muito menos, já gente honesta foi à barra). Ou seja: se as televisões sabiam o que ia acontecer, supõe-se que a GNR também deveria saber. Não somos ingénuos.
Quanto ao resto, não vale a pena ser moralista. A vida segue. Mas prontifico-me a contribuir para apoiar o agricultor, tal como contribuo para o auxílio às vítimas de catástrofes naturais. No caso das “catástrofes naturais”, não culpo os céus, porque os elementos são assim mesmo; neste caso, cabe-nos exigir que os meninos sejam punidos.

Adendas: 1) ainda não tinha prestado atenção à acusação que pesa sobre a Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNL. Espero que a FCT desminta o rumor. 2) nunca é demais insistir na hipocrisia destes movimentos financiados por dinheiros públicos para promover pseudo-ciência e “banalidades ambientalistas”.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 21.08.07
||| BBC.
Vejamos. A BBC emite uma série de ficção passada num hospital, Casualty. Os argumentistas decidiram criar um episódio em que o hospital tem de prestar assistência a vítimas de um atentado terrorista reivindicado por extremistas islâmicos. Porém, para evitar ofender o Islão, o argumento foi alterado e o atentado passou a ser provocado por «defensores dos direitos dos animais». Espero que os «defensores dos direitos dos animais» não se ofendam; perdão, que se ofendam.
[Via O Insurgente.]
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds