Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 24.07.07
||| Charrua, ainda o processo.
Erro meu. O JPG lembra, e bem, que o processo contra Fernando Charrua armado pela DREN está disponível para consulta. Aqui.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 24.07.07
|||Eu, pateta, me confesso.
Vou de férias no próximo fim-de-semana e o Algarve está no meu caminho.
[MAV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 24.07.07
||| Intercalares de Lisboa (tarde e a más horas).
E já agora: as intercalares de Lisboa, contra tudo o que para aí se escreveu, foram uma grande vitória de António Costa: contra todas as oposições, à esquerda e à direita, e contra a inevitável colagem ao seu próprio partido. Que, dado importante, é Governo.
[MAV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 24.07.07
||| O PSD.
Não quero imiscuir-me na vida interna do PSD, porque sempre me disseram, na infância, que «quem está de fora racha lenha». E também que «entre marido e mulher não metas a colher». Não é a minha família política, e pronto.
Só que o PSD, goste-se ou não se goste, é um elemento fundamental do equilíbrio democrático português - e representa, numa «caldeirada» que, como se vê, nem sempre é fácil de gerir, sectores importantes do nosso povo. Daí que saúde o avanço de Luís Filipe Menezes, mesmo contra as dificuldades processuais (ridículas) que Marques Mendes lhe colocou no caminho.
Menezes tem contra si ser um homem do Norte - o PSD de Lisboa continua a desconfiar da província (já vem do Eça), esquecendo-se, claro, que Sá Carneiro, seu pai fundador, vinha precisamente daí. Mas tem a seu favor uma carreira plebiscitada pelos votos e ter realizado como autarca uma obra que deixa o Porto (de Rui Rio) na mais completa sombra - e no mais completo ridículo.
Depois dos resultados eleitorais de Lisboa, é bom existir uma alternativa a Marques Mendes. Agora, cabe aos militantes do PSD fazer a escolha.
[MAV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 24.07.07
||| DREN.






A ministra da educação arquiva processo contra Charrua sem aplicar sanção disciplinar. Diz o despacho: «A aplicação de uma sanção disciplinar poderia configurar uma limitação do direito de opinião e de crítica política, naturalmente inaceitável [...]». Podemos ficar mais tranquilos; a Dra. Margarida Moreira, que tinha coleccionado todas as reacções dos blogs, da imprensa ou de sms a propósito da sua sanha policial, foi desautorizada sem uma única vez se ter escrito o seu nome. Ora, cumpre fazer essa pergunta: o que acontecerá agora à Dra. Margarida Moreira? Alguém lhe explica o essencial?
Também é necessário dizer qualquer coisa ao coordenador dos deputados socialistas na comissão de Educação, que dizia que «é evidente» que «é preciso fazer qualquer coisa quando os políticos são achincalhados na rua». Tenham cuidado com esta gente. Às outras pobres almas, enfim.

Adenda - Espera-se o comentário de Paulo Gorjão. No fundo, passaram-se 62 dias (sessenta e dois!) desde que o Presidente da República pediu para ser esclarecido sobre o assunto. Pessoalmente, não me considero esclarecido. Continuamos sem saber o que levou a DREN a promover um inquérito que só teve forma pública neste despacho, e passados sessenta e dois dias. Continuo sem saber se as denúncias por sms têm relevância política e disciplinar na função pública. Continuo sem conhecer a natureza do processo disciplinar. Continuo sem saber, naturalmente, qual a natureza da ofensa. Tal como o Paulo, eu também não sei o que é «rapidamente esclarecido» na opinião do Presidente da República. Mas sei que há coisas que ainda não estão esclarecidas.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 24.07.07
||| Dúvidas benignas, 1.
Não tenho nada contra o uso de computadores em salas de aula. Não é preciso dizer isto, mas fica dito. Suponho é que qualquer um tem o direito de duvidar – benignas dúvidas, diga-se de passagem – sobre o argumentário novitecnológico que está a ser usado. Por exemplo, aquele que dizia «às vezes os professores desenhavam um losango e não se percebia muito bem, porque não tinha jeito para o desenho; agora, com computador, está tudo resolvido». Deixamos de usar a mão, de apreender «o processo», de esperar pelo desenho -- tudo aparece no computador; é uma perda antropólogica. Como já deixámos de convencer os meninos a estudar a tabuada e a exercitar a memória. Mas é uma dúvida benigna, atenção.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 24.07.07
||| Tragédia e confirmação, 2.
O lulismo, que tentava canalizar todas as culpas para o comandante do voo da TAM (e que festejara), vê-se a braços com o caos de Congonhas e a forma como tratou o inferno aéreo nos últimos dois anos e meio. Não há festejos diante da demagogia.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds