Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 19.04.07
||| Só uma ideia.
































Apenas uma pequena ideia de quem, em Maio (semana de 20 a 28, aproximadamente), vai estar na Casa Fernando Pessoa (com desdobramento na Fnac Chiado): Letícia Wierzchowski (a de A Casa das Sete Mulheres, Uma Ponte para Terebin e Um Farol no Pampa), Paulo Lins (o de Cidade de Deus), Moacyr Scliar (o de A Mulher que Escreveu a Bíblia e O Centauro no Jardim), Tabajara Ruas (o de O Fascínio, A Região Submersa e Netto Perde sua Alma), Tatiana Salem Levy (a de A Chave de Casa), Enrique Vila-Matas (o de Longe de Veracruz e de Suicídios Exemplares), Diego Paszkowski (o de Tese sobre um Homicídio), Bernardo Carvalho (o de Teatro, As Iniciais, Mongólia, Nove Noites), Adriana Falcão (a de A Tampa do Céu, e Contos de Estimação) e Marçal Aquino (o de Miss Danúbio, Famílias Terrivelmente Felizes ou Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios).

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 19.04.07
||| Companhia.






A partir de agora, tenho companhia no Origem das Espécies: um co-autor visitante que iniciará em breve as suas colaborações. Manuel Alberto Valente é um bom amigo de há anos, teve em tempos um blog, é editor (da Asa), poeta (ele diz que na condição de poeta bissexto; mas espero que regresse em breve com um novo livro), um grande leitor e um gastrónomo. Tudo virtudes. Além disso – para que não se pense que a ortodoxia deste blog fica abalada – o Manuel Alberto Valente é portista. Evidentemente, é também um darwiniano. Estamos, juntos, a reler A Origem das Espécies.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

...

por FJV, em 19.04.07
||| Livros baratos na segunda-feira. E flores. E postais.
Na Casa Fernando Pessoa, na próxima segunda-feira, 23, Dia Mundial do Livro, entre as 10h00 e as 24h00, super-saldo de livros. Haverá descontos entre 50 e 80%, e uma secção de livros vendidos apenas a €1. Para cada visitante, há flores e um postal da Casa.
É o início da programação da Lisboa, Cidade do Livro. (Informações permanentes sobre os eventos, aqui.)

Rua Coelho da Rocha, 16, em Campo de Ourique. No espaço do jardim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 19.04.07
||| Pela boca morre o peixe.







Mais frases recolhidas no livro de João Pombeiro:

«Portugal é um oásis, é bom pensar nisso...»
JORGE BRAGA DE MACEDO, ministro das Finanças. Diário de Notícias, 28 de Setembro de 1992

«Jardim, queres dinheiro? Vai ao Totta...»
CAVACO SILVA, primeiro-ministro. Público, 19 de Julho de 1992

«É preciso continuar a sacar dinheiro da Europa.»
MÁRIO SOARES, candidato socialista ao Parlamento Europeu. Público, 18 de Maio de 1999

«Sei que o senhor não é crente, mas tenho as provas irrefutáveis, racionais, positivistas de que Nossa Senhora existe. Que é portuguesa. E que é de Fátima.»
PAULO PORTAS, ministro da Defesa, numa reunião com Jorge Sampaio, durante a crise do Prestige. Visão, 27 de Fevereiro de 2003

«Eu sou o princípio e o fim. A vida. Tal como nos Evangelhos.»
ALBERTO JOÃO JARDIM, presidente do Governo Regional da Madeira. Público, 30 de Julho de 2001

«Sabe qual é a coisa que nos une? Ambos estamos no negócio da roupa suja. Eu na política, você na lavandaria.»
MENDES BOTA, candidato do PSD à Câmara Municipal de Loulé, em conversa com a proprietária de uma lavandaria. O Independente, 5 de Dezembro de 1997

«O poder não é para ser namorado, é sim para ser conquistado. O poder está feito para ser possuído.»
MIGUEL VEIGA, advogado e fundador do PSD. Diário de Lisboa, 20 de Março de 1984

«É difícil encontrar no mundo outro lugar onde a mão de Deus e do homem tenham trabalhado com tanta sintonia.»
MANUEL DIAS LOUREIRO, presidente do Congresso Nacional do PSD, em visita à Madeira. Público, 9 de Maio de 2004

«Tenho falta de estrutura política, se tivesse essa cultura, que não tenho, poderia ter sido um Fidel Castro da Europa.»
OTELO SARAIVA DE CARVALHO, comandante do Copcon. Diário Popular, 30 de Setembro de 1975

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 19.04.07
||| Pela boca morre o peixe.













O meu amigo João Pombeiro publica esta semana o seu livro Pela Boca Morre o Peixe. É uma recolha das frases mais gloriosas, luminosas e estapafúrdias dos políticos portugueses da democracia. Todos vamos rir bastante com elas. Há para todos os gostos. A edição é da Esfera dos Livros.
«Ele disse a Guterres para ir arranjadinho, porque as empregadas domésticas gostam disso. É isso que faço, limito-me a aparecer arranjadinho.» José Sócrates
«Não sou Maria-vai-com-as-outras, mas gosto imenso que elas venham comigo.» Santana Lopes

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 19.04.07
||| Israel.
O Tiago Barbosa Ribeiro publica o texto de um manifesto das esquerdas sobre Israel:
«O objectivo é reunir subscritores de diferentes quadrantes da esquerda
europeia, no seu sentido mais amplo, com ou sem partido, que defendam com
clareza os direitos legítimos do Estado de Israel e que fomentem um
reposicionamento crítico das esquerdas europeias face ao Estado judaico.»

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 19.04.07
||| Distraído.









Não reparei, a tempo, na campanha «Novas Oportunidades». Reparo agora, que vem sempre a tempo.

«A Iniciativa Novas Oportunidades, que procura dar resposta aos baixos índices
de escolarização dos portugueses através da aposta na qualificação da população,
concretiza-se em duas ideias-chave: uma Oportunidade Nova para os jovens e uma
Nova Oportunidade para os adultos.»

Tudo certo. Fundamental. Mas a ideia de uns anúncios publicados na imprensa apresentarem pessoas «que não terminaram os estudos» e que, por isso, são vendedores, funcionários de um hotel ou de um bar, etc., parece-me mais do que esdrúxula. Parece-me escandalosa.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds