Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 30.04.07
||| Leituras.
O melhor jornal de desporto, às segundas-feiras, é o suplemento de desporto do JN. Gosto de ver as classificações da III Divisão, os resultados da II, saber que o Bragança perdeu com o Messinense e que o Pontassolense se arrasta de derrota em derrota, mas que o Numão empatou fora.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 30.04.07
||| Expressamente copiado sem citar a fonte.
De facto, o João Villalobos tem toda a razão: a secção Gente, do Expresso, publicou uma citação do DNA que tinha sido sido recuperada por João Pombeiro nestas citações. É assim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 30.04.07
||| Chuva e fumo.

«Pioggia e fumo. Scenario pacato, piovoso e lento. Quasi metafisico. Un cadavere alla periferia di Porto. L’ispettore che indaga si chiama Ramos. Con una flemma surreale fuma il sigaro e riflette ad alta voce con il suo assistente lasciandolo di stucco per le sue teorie su quanto sia meglio la pioggia acida e piena di cloro che cade sulle città rispetto a quella pura ma che porta solo fango nelle contrade di campagna. E altre cose così, cinico e rassegnato al peggio. Ramos riflette con gli echi concentrici della mente del suo creatore, Francisco José Viegas. Si dice che ogni scrittore portoghese abbia in sé l'archetipo di uno degli eteronimi di Pessoa. In questo caso molta parte di Ramos è Alvaro de Campos, almeno per la rassegnazione nichilistica con cui intraprende la ricerca delle origini e della biografia di quel cadavere senza storia. Non è facile seguirlo tra Brasile, Indonesia, Uruguay, ex colonie portoghesi e soprattutto nel suo eterno circumnavigare intorno alle cose. (Lontano da Manaus. tr. it. R. Fregonese, La Nuova Frontiera, 18 euro). No La Reppublica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

...

por FJV, em 29.04.07
||| Eleições francesas.
Tal como o Luís, eu não voto nas eleições francesas, mas não gosto que me imponham retratos a preto e branco; por exemplo, a RTP já votou e continua a votar em Ségolène, dividindo o mundo em bons e maus e ouvindo apenas os que lhe convém. Nunca mais aprendem; fazem desejar que Sarkozy os deixe pendurados.
Entretanto, Maria José Nogueira Pinto diz (no DN) que Sarkozy já ganhou. Daniel Oliveira diz (no Expresso) que a esquerda já perdeu. Não me parece. Não encomendem lugares sentados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 29.04.07
||| O cantinho do hooligan. A raiva que isto me dá.
Acabo de receber um mail que termina com «um abraço tipo Jesualdo-que-deixa-o-Anderson-no-banco». A raiva que isto me dá, ver o miúdo no banco e uma certa quantidade de matraquilhos a arrastar-se no relvado.

Eu não queria, Tomás, apostar sobre a tremideira. Mas nada do que é humano nos é estranho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 29.04.07
||| Revista de blogs. Extrema-esquerda.
«A única coisa relevante no episódio do Chiado - indivíduos de cara tapada a gritar morte ao capitalismo e a praticar simples e inofensivo vandalismo - é a forma como os media se referiram ao assunto. Nem uma vez a expressão "manifestantes de extrema-esquerda" foi utilizada.»
{Filipe Nunes Vicente, no Mar Salgado}

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 29.04.07
||| Intriga em Família.












O Eduardo lança esta semana Intriga em Família (edição Quasi), textos do blog; lidos num ápice para recuperar a memória dos últimos tempos. Mas, advirto-vos, canibais, a seguir vem aí Cidade Proibida, o seu primeiro romance (será publicado em Maio, edição da Quid Novi), e certamente será «polémico».

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

...

por FJV, em 29.04.07
||| Geração perdida.






Manuel S. Fonseca (que tem um dos perfis mais divertidos do Blogger na secção «Interesses»: «Eu não tenho interesse nenhum. É pelo menos o que me diz a moça do café...»), Pedro Norton, Inez Dentinho, Pedro Lains, Paulo Rangel, Jorge Buescu, Brandão da Veiga, Nuno Lobo Antunes, Sofia Galvão, entre outros, animam o Geração de Sessenta, que pretende ser, também, «uma contribuição egoísta para a defesa da nossa própria liberdade». O centro de tudo, diz o Geração de Sessenta, é «um espaço público em que, de modo livre e incondicionado, sem preconceitos, sem dogmas e com uma atitude assumidamente tentativa, se confrontam teorias e concepções distintas, ideias e visões opostas, das quais, em última análise, acabarão por brotar valores que nos implicam com tudo o que tem a ver com a vida contemporânea, da filosofia ao sexo, da arte à política, da história à moral, da liberdade a Deus». Para começar, é bom.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

...

por FJV, em 29.04.07
||| Denúncias.
«A filosofia oficial de combate à corrupção parece partir do princípio que os funcionários públicos são uma espécie de bufos virtuosos, gente incorruptível, incapaz de fazer intriga ou denúncias caluniosas, mas perfeitamente capaz de trair os colegas. O apelo à denúncia é, na melhor das hipóteses, um sinal de impotência e degradação moral das "autoridades" que supostamente deviam combater a corrupção.» João Miranda no Diário de Notícias de ontem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 28.04.07
||| O cantinho do hooligan. Deu xadrez.









Não vale a pena enumerar os erros deste jogo ou do técnico. Do primeiro ao último minuto, foi uma imperdoável e lamentável equipa de matraquilhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 28.04.07
||| O cantinho do hooligan. Sobre rodas.










Hexacampeões. Bi-tri.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 28.04.07
||| Ler por aí.









O livro do mês sugerido pelo Ler por Aí é O Vice-Rei de Ajudá, de Bruce Chatwin. Mas também pode encontrar uma lista de guias de viagem especiais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

...

por FJV, em 28.04.07
||| O cantinho do hooligan. Diego.
Vi uma parte do Espanyol-W. Bremen outro dia, e Diego lá andava. Não é por esse jogo que se avalia a carreira do jogador durante um ano inteiro. Prometi no início da época acompanhar a carreira de Diego, o futebolista que o FC Porto, a mando de Adriaanse, despachou para o Werder Bremen. O Real Madrid quer, agora, ir buscá-lo à Alemanha, tal como vários clubes italianos. Como adepto exijo que o FC Porto me indemnize.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 27.04.07
||| Fragmento. Cecília Meirelles.












«Às vezes abro a janela e encontro o
jasmineiro em flor. Outras vezes
encontro nuvens espessas. Avisto
crinças que vão para a escola. Pardais
que pulam pelo muro. Gatos que abrem
e fecham os olhos, sonhando com
pardais. Borboletas brancas, duas a
duas, como refelectidas no espelho do ar.
Marimbondos que sempre me parecem
personagens de Lope de Vega. Às
vezes um galo canta. Às vezes um
avião passa. [...]»

[Reprodução de um quadro de Tarsila do Amaral]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 27.04.07
||| Jorge Sampaio.
Havia alguma coisa que me irritava nos seus discursos redondos, cheios de circunferências e arcos de volta inteira. Geralmente, não queriam dizer nada de muito substancial que não se dissesse em meia-dúzia de frases claras e com gramática adequada. Mas justifica-se pelo facto de Sampaio ser, também, um dos herdeiros da tradição barroca da esquerda portuguesa. Discordei dele em muitas ocasiões, sobretudo quando se aproximava um 10 de Junho e o presidente falava de «patriotismo moderno» e «democrático», pedindo «respeitinho pelos políticos», exigindo «atitude positiva» e criticando «a cepa torta»; agiu mal no «caso Santana Lopes», não mandando tudo para eleições mal Durão Barroso anunciou que partia para Bruxelas; acho que ele entendia mal o país e não se dava bem com ele; como recompensa, o país tolerava-o e achava que Sampaio não era prejudicial ao regime. Acaba de ser nomeado para um cargo flutuante, o de alto representante da ONU para o Diálogo das Civilizações. No caso das caricaturas do profeta foi sensato, nunca alinhando pelo lado obscuro da nossa diplomacia da época, que pregou sermões aos portugueses, chamando-nos licenciosos. Nesse caso, defendeu o diálogo e não a submissão ao terror e à limitação da liberdade. O diálogo verdadeiro só pode existir entre homens e mulheres livres. Nisso, Sampaio tem vantagem sobre outras almas cheias de remorso e de tentações. Não sei se é o suficiente, mas é qualquer coisa.

Adenda: Outra questão, inteiramente diferente, é saber se é justificável a sua nomeação ou não.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 27.04.07
||| Derby.
O país anda tão feliz que hoje, sexta-feira, há 13 mil bilhetes por vender na Luz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 27.04.07
||| Um pouco de silêncio.



O adeus a Mstislav Rostropovitch.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 27.04.07
||| Se puder, não perca.











Hoje, na Igreja de S. Roque, no Largo Trindade Coelho, não perca a leitura do Sermão da Sexagésima, do Padre António Vieira, por José Manuel Mendes, às 21h00. Na iniciativa Os Livros do Carmo e da Trindade, organizado pela Livros Cotovia e integrado na Lisboa, Cidade do Livro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

...

por FJV, em 26.04.07
||| Hoje, na Casa Fernando Pessoa.










>>> Às 18h30, lançamento do romance Niassa, de Francisco Camacho (edição Asa/Babilónia), com apresentação de José Eduardo Agualusa.

>>> Às 21h30, mais uma edição de Livros em Desassossego, coordenação de Carlos Vaz Marques: com Baptista-Bastos, Dulce Maria Cardoso, Mafalda Lopes da Costa e Carlos da Veiga Ferreira, além de Eduardo Pitta, que lerá excertos do seu romance Cidade Proibida (edição Quid Novi), que será lançado no próximo mês de Maio. O tema, hoje, é «Para que servem os prémios literários?»

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 26.04.07
||| Os amigos dos animais.
A criança, de cinco anos, foi atacada por um rottweiler, sendo mordida nas orelhas, braços e pernas e sofre actualmente de perturbação de stress pós-traumático. O tribunal considerou «não existirem indícios para acusar o dono do cão de ofensas à integridade física por negligência».

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 26.04.07
||| Coisas esturricadas.
Li, a partir de indicações daqui e daqui, e gostei muito. Vale a pena.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

...

por FJV, em 26.04.07
||| Fé & Religião.
Acabo de ler O Fim da Fé, de Sam Harris (Tinta da China) e recomendo a sua leitura. A tese fundamental do livro é simples e clara: o discurso da religião e a prática das religiões constituem entraves para o entendimento humano e para a liberdade. Ao longo do livro, Sam Harris recolhe exemplos e sabe onde deve atacar. E sabe defender as suas ideias. Os que seguem à risca a doutrina interpretativa de Russell Kirk sobre Burke (que é claustrofóbica e anacrónica), por exemplo, não se dão conta do peso abominável da herança religiosa sobre a política. Sam Harris e Andrew Sullivan, de perspectivas completamente diferentes (Harris é ateu, Sullivan é católico), têm uma experiência que os clássicos não tiveram: enfrentar o fundamentalismo religioso cristão nos EUA. Não é por acaso que ambos lhe dedicam muitas páginas nos seus livros; esse fundamentalismo constitui uma verdadeira caça às bruxas na política. Um liberal à moda antiga não pode desculpar a perversão em que se transformou essa tara religiosa.

Para ler o debate Sullivan/Harris.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 26.04.07
||| CDR.
Portugal tem uma larga tradição de denúncias privadas, mesquinhas, filhas da puta, de vizinhos maledicentes e de velhas taradas. À sua medida, os CDR* portugueses funcionaram sempre em situações de desregramento do poder ou da sociedade. A denúncia de judeus velhos e cristãos novos foi o que se sabe. A denúncia por maldade. A denúncia durante a I República. O denuncismo durante a revolução. A denúncia para as primeiras páginas. A denúncia vergonhosa. A denúncia dos pobres e ofendidos. A denúncia de adúlteros e de sodomitas. A denúncia à PIDE. A denúncia aos padres & às auctoridades. As cartas anónimas que circulam na Administração Pública. A perseguição a quem se queixa com bases legais. A queixinha avulsa (sabem do que estou a falar...). A queixinha por método. A denúncia por hábito. A maldade de vizinhança. O Ministério da Justiça partilha das inquietações da sociedade sobre a corrupção e quer, portanto, comprometer a sociedade nessa luta sem tréguas e sem quartel. Já havia uma Carta de Ética, dos tempos de Guterres; mas agora são os funcionários públicos que estão a ser desafiados. Denunciem. No Brasil há um Disk-Denúncia permanente e abrangente. A sociedade deve vigiar-se. Controlar os vizinhos e combater o tráfico de influência. Ser honesta e não aceitar gratificações. Mas há razões para ter algum medo. Basta conhecer a história da denúncia em Portugal. Há sempre quem tenha dúvidas, que chatice.

* - Comités de Defensa de la Revolución, em Cuba.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 26.04.07
||| Ensino superior.
Leio esta citação deliciosa no blog do Miguel Vale de Almeida e não resisto:
«Sou professora e dirijo uma pós-graduação de Gestão de Eventos na Universidade Lusófona de Lisboa. Actualmente sou professora das cadeiras de Etiqueta, Imagem, Protocolo e Eventos Internacionais, o que me agrada bastante, porque é também uma experiência muito aliciante e enriquecedora.»
O original vem aqui, no JN. Pós-graduação. Ser professora. Etc. Confiram.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 25.04.07
||| Há vozes.
Ouvem-se coisas, ouvem-se coisas. Já não há estado de graça.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 25.04.07
||| Ler melhor.
Chamar bom jornalismo ao que se faz em El Pais até pode ser considerado de bom tom, sobretudo se não soubermos nada do que acontece em Espanha. Parece o órgão central do zapaterismo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 25.04.07
||| Assim é que devia ser.
Obrigado, Pedro, por esse pedacinho de ironia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 25.04.07
||| Portas.
Desculpem não alinhar no discurso ético sobre Paulo Portas e o seu regresso ao PP/CDS. Portas vai trazer alguma agitação, o que é saudável para toda a gente. Tenho uma certa pena de Ribeiro e Castro, mas está a fazer falta um cafajeste.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 25.04.07
||| Discursos do 25 de Abril.
Parece que Paulo Rangel fez queixinhas em nome do PSD; parece que José Sócrates, infelizmente, começou a identificar o «bota-abaixismo», tal como Jorge Sampaio falava da «cepa-torta» e da necessidade de «pensamento positivo» (lembram-se de Francisco Cuoco, na novela O Astro?). Não é um bom sinal, mas esperava-se o quê?

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 25.04.07
||| TLEBS, o regresso, 2.







Preocupações sobre a TLEBS:

1. A Petição continua de pé: ainda nem sequer foi debatida em plenário da Assembleia da República, como é de Lei. Sobre isso mesmo, o José Nunes enviou a semana passada um pedido ao Presidente da AR reiterando a urgência no agendamento deste debate. Aguardemos. Os deputados da comissão de educação andam entretidos com o quê, exactamente?

2. Sobre esta Portaria que retoma a TLEBS: não só é coxa relativamente ao Secundário como é omissa relativamente ao 1º ciclo do Básico: fala apenas na transposição da TLEBS para os 5.º, 6.º, 7.º, 8.º e 9.º anos. Então e do 1.º ao 4.º? Nada? Cai do céu?

3. Sobre o Secundário: não estão reunidas as condições legais para a realização de exames. Para além de os programas não estarem homologados, a TLEBS entrou no programa quando ainda era um mero documento de trabalho. Sobre esta matéria o José Nunes levantou a hipótese da realização de um inquérito parlamentar ao senhor Presidente da A.R.

4. Espera-se ainda o resultado do pedido de inconstitucionalidade entregue na Provedoria de Justiça. Tal como se espera que os deputados se pronunciem sobre a inconstitucionalidade da lei de Salazar (decreto-lei 47 578, de 10/03/1967), ainda em vigor, que permitiu esta disparatada experiência: os pais e encarregados de educação têm de ser chamados a pronunciar-se e a dar o seu consentimento sobre experiências que envolvam os seus filhos e educandos. Este é um ponto de honra, uma responsabilidade de que não se deve abrir mão para o Estado. Pergunta o José Nunes: «Desta vez foi a TLEBS, para a próxima o que se será? Caso a A.R. não tome a iniciativa de revogação desta Lei, a mesma será pedida ao Provedor de Justiça, de modo formal. No fundo trata-se do que 8.132 pessoas pedem na alinea c) da Petição, que não se esgota na TLEBS, coisa que, se calhar, o Ministério da Educação ainda não reparou.»

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/4




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever feeds