Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 06.03.07
||| Ora aí está.









Outra leitura recente, entre o sério, a surpresa, o rigor e o hilariante: Harry G. Frankfurt, On Bullshit (Princeton University Press, já de 2005).
«One of the most salient features of our culture is that there is so much bullshit. Everyone knows this. Each of us contributes his share. But we tend to take the situation for granted. Most people are rather confident of their ability to recognize bullshit and to avoid being taken in by it. So the phenomenon has not aroused much deliberate concern. We have no clear understanding of what bullshit is, why there is so much of it, or what functions it serves.»
Muito apropriado aos tempos que correm.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 06.03.07
||| Ficam melhores.

A Isabel, no Miss Pearls (como o Rodrigo M.D., aliás, já tinha feito – e acho que outros blogs antes ou depois) dá conta do extraordinário upgrade de Fátima Felgueiras em matéria de toucado. Miss Pearls acrescenta mesmo o fantástico poema de Nicolau Tolentino que nós estudávamos no liceu e que hoje os miúdos não conhecem («Arremete-lhe à cara e ao penteado./ Eis senão quando (caso nunca visto!)/ Sai-lhe o colchão de dentro do toucado!...»). Acontece que o upgrade de Fátima Felgueiras não se deve unicamente ao penteado – deve-se à idade e ao tempo. O tempo, todos o sabemos, subtraiu à presidente da câmara de Felgueiras o estilo local, muito usado entre Mirandela e a Lixa, por assim dizer. A idade é outra coisa: emprestou-lhe saber. Ou seja, aquilo que também pode significar know-how e não resulta apenas da intervenção de um personal stylist no Rio de Janeiro. Com a idade, as mulheres, felizmente, aprendem. E conhecem o seu preço.

PS – Normalmente, eu diria «ficam melhores, é o que é». Mas é que ficam.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds