Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 14.12.06
||| Bibliografia geral.













Avanço muito devagar na leitura de Estaline. A Corte do Czar Vermelho, de Simon S. Montefiore. Todas as noites leio cinquenta páginas. Há muitos nomes para decorar, muitos episódios para relembrar. E muitos números para anotar nas margens. E todas as noites Estaline mata cinquenta, sessenta mil pessoas. Eram as suas quotas de fuzilamentos, como um Plano Quinquenal. Raramente consigo dormir logo. Depois dos processos de Zinoviev e Kamenev e da morte de Kirov, há antigas amantes e velhos amigos, Velhos Bolcheviques, generais e técnicos de som que gravaram mal a voz do Chefe -- todos morrem. Há noites em que assisto a mais mortes. Crianças e famílias inteiras. Nada de sentimentalismo. Engenheiros de almas, regressai da tumba. Todas as noites o comunismo mata um pouco, arrasta-se como um cadáver entre cadáveres.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 14.12.06
||| Noções gerais de história literária.
Fui tomar café num bairro histórico de Lisboa e vi um dos autores do livro mais falado dos últimos dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds