Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 24.11.06
||| Impensável.
Não vi ainda grandes reacções nos blogs, mas estas declarações do Sr. Ministro da Saúde à SIC não são apenas inaceitáveis; são, também, impensáveis.
«Os grupos privados [do sector da saúde] têm a sua política e pagam aos senhores jornalistas para porem notícias nos jornais e nas televisões.»
Por menos do que isto, por muito menos do que isto, quase cairam ministros.

[Via Público]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 24.11.06
||| Miguel Real.









Amanhã, na Fnac Chiado, às 15h30, lançamento de O Último Negreiro, o novo romance de Miguel Real (edição Quid Novi).

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 24.11.06
||| Cultura, 3.
Outra das falácias é a do deserto de programação cultural. Que há poucas coisas a acontecer. Que Porto e Lisboa, etc, etc, etc, não têm actividades culturais bastantes. Esta gente não tem juízo. Leiam os jornais, os boletins municipais, os blogs, os sites, tudo isso. Não me lixem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 24.11.06
||| Cultura, 2.
A arte da queixa funciona na perfeição. Ontem, era atribuída ao Estado a culpa de não haver um programa de livros -- nem na televisão nem na rádio. À minha frente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 24.11.06
||| Cultura.
Ontem, no debate sobre Estado e Cultura, fui cilindrado por números. 260 milhões, fora os milhões reclamados por cada «agente cultural», fora aquilo que é dever do Estado fazer. Não sei onde páram todos os milhões de que ouço falar. Mas, para a preparação do aniversário da Casa Fernando Pessoa, esta manhã passámos um bom tempo a aproveitar autocolantes antigos para colar em sacolas de papel modernas para embrulhar presentes de aniversário da Casa a serem distribuídos no próximo dia 30. Os presentes de aniversário foram preparados pelo pessoal da Casa, e são bonitos, para distribuir pelas visitas. José Tolentino Mendonça, Manuel António Pina, Luís Quintais, Pedro Mexia, José Luís Peixoto e José Eduardo Agualusa virão ler poemas. Arranjem-me um bocadinho de um milhão. Não precisa de ser uma parte substancial.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds