Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 25.09.06
||| Porto-Régua.
O Blogame Mucho mudou de endereço. Anotem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 25.09.06
||| O cantinho do hooligan. Balanço da jornada.
Cuidado. Eles já têm quatro pontos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.09.06
||| Reparem.
Sim, reparem nas novas caricaturas. Que topete!

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.09.06
||| Oriana Fallaci.
De qualquer maneira, ela nunca teve medo. Morreu aos 77 anos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.09.06
||| Como se sabe, as Torres Gémeas vieram abaixo por implosão (demolição controlada com explosivos pré-posicionados) e não devido a choques de aviões.
O Tiago B. R. sobre o cotão serôdio e os próceres na entretela («representantes da direita mais reaccionária e pseudo democratas de trazer por casa», evidentemente), ou de como se reabilita a expressão credo quia absurdum. Quem disse que a religião é o ópio do povo? Só o ópio, aliás, pode explicar este jornalismo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.09.06
||| FARC.








«EL PCP aprovechó la oportunidad para mostrar su solidaridad con la justa lucha de las FARC-EP.» Texto completo aqui, no melhor estilo.

(Via Blasfémias)

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 14.09.06
||| Angola.
Não perder os textos & deambulações do Carlos Narciso em Luanda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 14.09.06
||| Smoke, no smoke.
Afinal, o senhor Ministro da Saúde resolveu recuar no seu projecto de combate ao tabagismo, retirando do projecto de lei a proibição total de fumar em bares e restaurantes. Inconsolável, o ministro diz que não recuou, mas a verdade é que recuou. Mas podem fazer-lhe a vontade e repetir-lhe, «não, senhor ministro, o recuo que o senhor fez não foi um recuo». Foi bom senso.
[Via Destaque a Amarelo.]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 14.09.06
||| Crítica textual. Edição ne varietur.











Acaba de sair mais uma edição da revista, com um sumário de grande interesse. Veja-se (leia-se, perdão) o artigo de Nelson Motta sobre essa figura notável que foi Tim Maia. Sabina, Juliana e Patrícia fazem a capa e merecem -- no meio da crise da Varig (que eu já considerei várias vezes, antes do seu «desaparecimento», uma das piores companhias aéreas do mundo) elas podiam cantar «varigui, varigui, varigui...» sem problemas. Ainda não li o texto que acompanha as imagens das três hospedeiras, aliás, aeromoças, mas mereciam um avião. Há ainda uma lista dos cinquenta melhores discos brasileiros de sempre.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 14.09.06
||| Paulo em S. Paulo.
Não deixar de ler o novo blog de Paulo José Miranda, A Voz que nos Trai.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 14.09.06
||| O cantinho do hooligan. Directo ao assunto.
Não me venham com desculpas. Foi mau. E este Sporting promete.
A minha consolação primária: o talento de Anderson (*).

(*) - «O FC Porto precisa de um bom atacante, como precisava dele no ano passado -- o miúdo Anderson, do Grêmio de Porto Alegre, poderá ser uma solução intermédia e criativa[2 Out. 2005]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 14.09.06
||| What’s in a name.
Esta manhã, na rádio, ofereciam bilhetes para um jogo de futebol do próximo fim-de-semana. Passatempo habitual. O vencedor é de Sta. Comba Dão e chama-se João Eichmann.
«Então diga-me lá, qual a origem desse nome?»
«Alemã, a origem é alemã.»
«E já foi à Alemanha?»
«Nunca.»
«E não tem curiosidade de conhecer as raízes da sua família?»
«Nem pensar. Não estou nada interessado.»

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 12.09.06
||| Alguma razão.
A questão, meu bom Tiago, não é que os «darwinistas se entretenham» com as suas perigosas ideias ou «andem entretidos», ou que os criacionistas de pacotilha «nos entretenham». O que acontece é que os papéis se inverteram e não hás-de gostar, daqui em diante, de – criacionista como és – ser considerado adepto de teorias da conspiração mesmo tendo de recorrer a Santo Anselmo. Os rabinos de Meah Sharim queimaram em público exemplares do Parque Jurássico porque está estabelecido que o mundo começou há exactamente 5766 anos. Sempre dá garantias, isso. Stephen Jay Gould, que era judeu, de resto, via aí um problema: se o Criador está ausente desde então, como explicar a vitória dos New York Mets no campeonato de 1969 (George Burns diz que foi o primeiro milagre incontestável desde que o mar Vermelho se abriu)?

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 12.09.06
||| Adamgy.
Caros Filipe e Eduardo: há alguns anos, entrevistei Yossuf Adamgy no Escrita em Dia da Antena Um. Ao fim de dez minutos de conversa sobre o assunto, Adamgy não condenou a lapidação de Amina Lawal, decidida nessa altura pelo Tribunal de Recurso Shari’a, do Estado de Katsina, na Nigéria. Mais: não só não condenou como achava que a pena estava de acordo com a Shari’a e que devia ser cumprida. Na mesma entrevista, Adamgy defendeu que os muçulmanos portugueses se deveriam reger pelas leis civis mas tendo em conta a aplicação da Shari’a.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 12.09.06
||| Tempo de antena em Minas Gerais

Diante disto, Lula fica bem no retrato.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 12.09.06
||| Prós.
Se acham que foram os americanos a mandar os aviões contra o WTC, eu acho bem. É preciso que assentemos numa verdade. Se acham que cada um de nós tem culpa dos crimes do fundamentalismo e anda a humilhar o Oriente e o Magrebe, transformemos isso numa verdade inquestionável (basta ouvir os noticiários). Paguemos a Kadhafi, como ele exige, para evitar que a emigração do outro lado do Mediterrâneo chegue às praias de Espanha e de Itália (chantagem por chantagem, o melhor é pagar ao chantagista directamente em vez de votarmos depois de fazerem explodir Atocha). Consideremos que o uso da burka e a excisão feminina são apenas questões de natureza cultural e que, no fundo, são reacções contra a arrogância ocidental e as pernas de Mary Quant, essa vaca imoral. Claro que estamos de acordo em que o Ocidente tem falta de Deus e que Maomé tem lições a dar-nos, ele e os outros profetas de vária procedência; o criacionismo integrista está aí para nos salvar. Vigiemos os caricaturistas, vigiemo-los bem. Claro que andamos a irritar o mundo das mesquitas fundamentalistas; aceitemos, portanto, a bondade de nova fatwa contra Rushdie e, mesmo agora, contra Mahfouz. Eles têm razão quando escrevem, nos cartazes, «Freedom Go to Hell» ou «I love Al Qaeda»; temos de ser compreensivos. Aliás, ainda não está provado que a Al Qaeda exista. Bin Laden não é apenas uma invenção americana: é um Zorro libertador das massas, um produto de Hollywood; o verdadeiro Bin Laden é um canadiano da Guarda Montada que se limita a pedir a proibição dos Simpsons, o resto é invenção. Claro que o fundamentalismo muçulmano é compreensível (está longe). Os israelitas são ensinados nas escolas a matarem crianças árabes, como toda a gente sabe, basta ler os Protocolos dos Sábios de Sião, que é (ao contrário do que diz a propaganda sionista) um documento histórico; por isso é que eles precisam da sua dose diária de sangue; aliás, muitos deles não vieram do centro da Europa e daquelas terras do Drácula? Qual é o mal de o pessoal de Finsbury Park pregar contra a democracia inglesa e pedir bombas no metro de Londres? Nós não pregamos contra as tiranias do Médio Oriente? A ideia de que o Califado deve ser restabelecido, para cá do Guadalquivir, até ao Mondego e à Faculdade de Economia de Coimbra, não está senão justificada pela história. O Ocidente, como aliás diz Ratzinger, está minado pela falta de Deus e pela presença do Satã laico e racionalista; por isso, é necessário sermos compreensivos para com os sentimentos religiosos que autorizam o apedrejamento de apóstatas, a lapidação de mulheres, adúlteros e homossexuais ou a mutilação de infiéis; é o regresso da religião. Mesmo que o Irão, o Hamas e o Hezbollah, mais a Irmandade Muçulmana afirmem que um dos seus objectivos é a eliminação do estado de Israel, quem somos nós para defender o desarmamento do Hezbollah? Os americanos são boçais, obesos, comem hamburgers, acreditam que há uma colónia de extraterrestres no deserto do Novo México onde fundarão uma nova Las Vegas, falam nasalado e usam botas texanas; esse é, ou não, um argumento suficiente para os termos como inimigos? É. E, além do mais, devia-lhes ser retirado o direito de voto. A tolerância faz mal ao Ocidente; tem enfraquecido a sua moral. A liberdade de imprensa do Ocidente pode ser ofensiva; limitá-la para não ofender os xeiques de Jakarta, os rabis de Meah Sharim ou os maluquinhos do Utah é um imperativo. A pobreza conduz ao bombismo; temos de ser compreensivos para com o bombismo. Em África não há bombistas, mas apenas porque não têm dinheiro saudita ou wahabita para fazer bombas e, na verdade, não estão preparados para a democracia, o que nos leva a termos que ser compreensivos para com as tiranias, os seus abusos e a corrupção dos governos. Podemos enviar dinheiro; é falso que os militares e os tiranos desviem esses dinheiro das populações para proveito próprio. Bush teve uma falsa revelação divina; o profeta John Smith apareceu-lhe em sonhos mas falou-lhe em inglês erudito; o gabinete de Bush faz orações antes de reunir, mas ele cruza os dedos por debaixo da mesa.
Espero que, para já, isto seja o suficiente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 12.09.06
||| Lições da bola.
A única razão por que Deus não dorme é porque o Diabo está sempre acordado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 11.09.06
||| Ah.
O melancómico Nuno regressou depois das férias e é bom visitá-lo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 11.09.06
||| O'Neill.
O Eduardo chama a atenção para uma biografia infelizmente não publicada. Sorte de quem esteve na Casa Fernando Pessoa ouvindo a autora.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 11.09.06
||| Jimmy.
Futebol para aplaudir os adversários.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 11.09.06
||| Céu.














Em França, depois de Les Deux Eaux de la Mer, publicação de Un Ciel Trop Bleu.
Críticas aqui, aqui e aqui. Também aqui e aqui.
Sobre a edição alemã de Um Crime na Exposição,
Schatten der Tiefe, ver aqui, aqui e aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 11.09.06
||| 11 de Setembro.










Chapter one. He adored New York City. He idolised it all out of proportion.” Uh, no. Make that “He romanticised it all out of proportion... Uh, no. To him, no matter what the season was, this was still a town that existed in black and white and pulsated to the great tunes of George Gershwin.Uh... no. Let me start this over.Chapter one. He was too romantic about Manhattan, as he was about everything else. He thrived on the hustle, bustle of the crowds and the traffic. To him, New York meant beautiful women and street-smart guys who seemed to know all the angles.Ah, corny. Too corny for a man of my taste. Let me... try and make it more profound. Chapter one. He adored New York City. To him, it was a metaphor for the decay of contemporary culture. The same lack of integrity to cause so many people to take the easy way out... was rapidly turning the town of his dreams...” No, it’s gonna be too preachy. I mean, face it, I wanna sell some books here. “Chapter one. He adored New York City, although to him it was a metaphor for the decay of contemporary culture. How hard it was to exist in a society desensitised by drugs, loud music, television, crime, garbage…” Too angry. I don’t wanna be angry. “Chapter one. He was as tough and romantic as the city he loved. Behind his black-rimmed glasses was the coiled sexual power of a jungle cat.” I love this. “New York was his town and it always would be.

[Woody Allen, Manhattan]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 11.09.06
||| O cantinho do hooligan. Na Luz.
Enfim, foi a primeira vitória no Estádio da Luz. Anderson já brilha.
Ontem esqueci-me de mencionar Linz. Mas estava lá.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 10.09.06
||| Cartão único.
Coisas únicas. Cartão único. Ideias únicas. Registos únicos. Tenham medo desse conglomerado:
«O documento vai substituir o Bilhete de Identidade e os cartões de identificação fiscal, de eleitor, de utente dos serviços de saúde e de beneficiário da Segurança Social. [...] Para além de ser mais seguro, o cartão do cidadão permite ainda registar informações pessoais relativas ao grupo sanguíneo, a indicações de alergias ou contactos de emergência.»
Só vantagens, como se sabe. Todos debaixo de olho. Admirável mundo novo. Preparem-se para o chip.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 10.09.06
||| Bola.
Pelas escutas telefónicas percebe-se uma coisa, sobretudo: é gente de fino trato.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 10.09.06
||| O cantinho do hooligan.









Eu sei, eu sei. Ainda só é o começo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 10.09.06
||| A ler.
E a tirar conclusões. João Miranda sobre os novos tempos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 09.09.06
||| Argumento criacionista.
«A dieta do Jesus me chama: Programas de emagrecimento agora compõem o menu de igrejas evangélicas americanas. Pastores deram para dizer que gordura é pecado, ou "coisa do diabo" e inventam suas receitas para os fiéis perderem peso.» Esta semana na Veja.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 08.09.06
||| Livro Aberto.








Este fim-de-semana, no Livro Aberto, Nelson Motta.
[Emissões nas semanas seguintes: José Eduardo Agualusa, Eduardo Prado Coelho e Alface.]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 08.09.06
||| A última flor do Lácio.
Acho simpática a notícia: um programa para «estimular o culto pela Língua Portuguesa». Chorai, vates do meu país. Penai, dicionários. Não era melhor começar por banir erros ortográficos e outras asneiras inacreditáveis dos rodapés dos programas e dos telejornais?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2




Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds