Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 05.03.06
||| Cecília Meireles.
«Às vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor./ Outras vezes encontro nuvens espessas./ Avisto crianças que vão para a escola./ Pardais que pulam pelo muro./ Gatos que abrem e fecham os olhos, sonhando com pardais./ Borboletas brancas, duas a duas,/ como refletidas no espelho do ar./ Marimbondos que sempre me parecem/ personagens de Lope de Vega./ Às vezes, um galo canta./ Às vezes, um avião passa. [...]» [Cecília Meireles]

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Arouche.









Agora, que o Gonçalo Soares anda de ressaca depois da temporada de Copacabana e do carnaval paulista, o Alexandre Monteiro alimenta a minha nostalgia paulistana com um retrato do Arouche.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Memória Inventada.
Ao fim de três anos de Memória Inventada, o Vasco, que se lê sempre com gosto e vontade de ler, decidiu mudar-lhe o nome: Força de Bloqueio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Mario Vargas Llosa
Texto de Llosa sobre o que nos interessa, a liberdade de expressão.
Via Portugal dos Pequeninos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| O cantinho do hooligan.




Mas o que é que aconteceu hoje que não aconteceu das outras vezes?

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| A psicopedagogia de Estado. Ou o Estado trata de nós desde a mais tenra infância e vacina-nos contra a desobediência, ou dos benefícios sociais do Estado francês.
Segue a polémica em França sobre a psicopedagogia do Estado. Ver mais este texto do Le Monde (para não assinantes, ir aqui). Sobre a medicina preventiva anti-delinquência, ver a opinião de Pascal-Henri Keller. Ver também o texto de Gérard Wajcman.
«L'expertise de l'Inserm préconisait «le repérage des perturbations du comportement dès la crèche et l'école maternelle » pour éviter la survenue de comportements délinquants à l'adolescence.»

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Rente à terra.













Eu não assinalei, mas o J. Rentes de Carvalho, uma das figuras que mais gostei de conhecer, escreve agora nos Canhões de Navarone, com o Rui. Entrevistei-o em Amesterdão, há uns anos, para a Ler, e sempre achei que ele merecia ser lido, mais lido entre nós.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Blasfémias gerais, 5.













Livros que os inimigos dos cartoons gostariam de queimar. Divina Comédia, de Dante Alighieri (1321).

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Educação sentimental.








A Books Upstairs não era bem uma livraria. Andávamos perdidos e encontrávamo-la. Não ficava muito longe do The Palace, aquele pub onde uma bicicleta estacionada no hall nos dizia que tínhamos entrado no templo onde John Banville se sentava a uma mesa. No The Davvy Byrnes (na Baggot Street) havia expostos cheques sem cobertura ou vale de caixa assinados por Joyce (e poemas nas paredes do Buswells, claro). A tertúlia onde parava Sean O'Casey no bar do outro lado da rua. Os canais, as pontes, as placas que assinalavam a passagem de Leopold Bloom. Entrei pela primeira vez na Books Upstairs à procura de um livro de John McGahern e acabei por descobrir que uma livraria fantástica de Dublin era mais do que uma livraria fantástica de outra cidade. Nessa tarde havia uma leitura de poemas de Brendan Behan e tudo acabou em música («the auld triangle...»), tudo acabou no factory wall, tudo acabou sujo como as águas do Liffey, tudo acabou. Por isso a Books Upstairs não era bem uma livraria. Era mais um mundo de livros acumulados sobre a poeira, chá, libras contadas (no tempo em que havia libras), esperando que o O'Donohughes abrisse as portas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Como se começa um livro.
No Ad Loca Infecta, a série Grandes Aberturas.
(São dez posts.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Blasfémias gerais, 4.













Livros que os inimigos dos cartoons gostariam de queimar. Os Lusíadas, de Luiz de Camões (1572).

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Blasfémias gerais, 3.










Filmes que os inimigos dos cartoons gostariam de queimar. Viridiana, de Luis Buñuel (1961)

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Blasfémias gerais, 2.









Filmes que os inimigos dos cartoons gostariam de queimar. Go Fish, de Rose Troche e Guinevere Turner(1994).

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Blasfémias gerais, 1.







Filmes que os inimigos dos cartoons gostariam de queimar. A Mi Madre le Gustan las Mujeres, de Daniela Fejerman e Inés París (2001)

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Capote.
E se houvesse uma Entidade Reguladora para a literatura, hein? O que seria feito de Truman Capote? Teria, pelo menos, a caneta apreendida. «O escritor faz o que for necessário para conseguir o que lhe interessa: mente, corrompe (com dinheiro, o diretor da penintenciária), engana, ilude, seduz, elogia, dá bebida, muda de roupa, paga os advogados dos assassinos. O que lhe importa é conseguir o livro, a reportagem. Faz tudo isso friamente. Os fins justificam os meios. A palavra ética não se lhe ocorre. Não faz parte do seu universo mental.»

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Carnaval.
O Carnaval do Brasil só é bom para quem tem dois olhos e as pernas no lugar. Chegados aí, deve-se fechar um dos olhos, fatigar as pernas e seguir viagem de acordo com o nosso desejo de imoralidade. Eu estive em Parintins, onde Joãosinho Trinta disse que era isso aí que ele gostava de ter feito -- mas sei bem o que são a euforia do trio eléctrico e o suor na calçada. Deste ano, ninguém comentou tão bem o assunto, em cinco linhas, como o Ruy, no Pura Goiaba, esse bom admirador de Adoniran Barbosa. O bloco vencedor quer dançar para Hugo Chávez. No próximo ano espero que dancem com os camisolões de Evo Morales ou deitem fogo a embaixadas nórdicas. O Brasil, quando se trata disto, já não surpreende: basta imaginar uma idiotice e ela ganha logo o concurso. E escusam de comentar. E sim, a Unidos da Tijuca é que era.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| O deserto cheio de vozes.










O Tiago festeja 3 anos de um blog muito bem escrito -- um blog kierkegaardiano, baptista e bom de rock.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Mofo.
Gosto desta rapaziada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Sexta Coluna.













Eu gostava deste nome: What Do You Represent. Mas o Eduardo Nogueira Pinto fechou o blog e reabriu-o com o nome de A Sexta Coluna. A abrir, uma não-evocação de Tony de Matos, um dos últimos românticos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 05.03.06
||| Laranja mecânica.
Parte da Europa está a ficar uma merda. Cretina. Em Espanha, acabam com a siesta em nome da família e da produtividade. Na Alemanha e na Suécia querem multar os condutores que fumam ao volante. Em França, cuidadinho!, um estudo diz que se podem detectar sinais de futuros comportamentos delinquentes em crianças de três anos. A ideia, ao contrário do festim indignado dos psicólogos e pedagogos, é desresponsabilizar a família e a escola e entregar a uma Entidade Reguladora a prevenção de delinquências futuras.
Ler aqui o texto completo de um protesto contra o estudo. Extracto: «Le gouvernement prépare actuellement un plan de prévention de la délinquance qui prône notamment une détection très précoce des « troubles comportementaux » chez l’enfant, censés annoncer un parcours vers la délinquance. Dans ce contexte la récente expertise de l'INSERM, qui préconise le dépistage du « trouble des conduites » chez l’enfant dès le plus jeune âge, prend un relief tout particulier. Les professionnels sont invités à repérer des facteurs de risque prénataux et périnataux, génétiques, environnementaux et liés au tempérament et à la personnalité. Pour exemple sont évoqués à propos de jeunes enfants « des traits de caractère tels que la froideur affective, la tendance à la manipulation, le cynisme » et la notion « d'héritabilité (génétique) du trouble des conduites ». Le rapport insiste sur le dépistage à 36 mois des signes suivants : « indocilité, hétéroagressivité, faible contrôle émotionnel, impulsivité, indice de moralité bas », etc. Faudra-t-il aller dénicher à la crèche les voleurs de cubes ou les babilleurs mythomanes?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds