Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 03.03.06
||| Isto agrada-me.













Serotonina. Tranquilizante. Humor. Sexo. Sonho. Todas as referências não serão demais.

Como não fui leitor de Estrabão, só agora descubro, num livrinho de que hei-de falar, que os Lusitanos (esses mesmos, os nossos, os de Viriato) eram grandes consumidores de cerveja. É uma grande notícia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 03.03.06
||| Mailer.
Ler a lista de Mailer: a diferença entre moderno e pós-moderno, na The Nation.
Via Portugal dos Pequeninos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 03.03.06
||| O senhor Ministro.
O senhor Ministro dos Estrangeiros não achou que «fosse necessário, para consumo interno, falar no problema da violência». O senhor Ministro dos Estrangeiros já tinha assinado, lá fora, um documento condenando a violência contra as embaixadas dinamarquesas; portanto, os portugueses mereciam apenas um aviso e um ralhete de Sua Excelência sobre a licenciosidade -- não estava para gastar tinta com o pessoal. Como aqui escrevi, isso foi um mau sinal. O sinal de que o senhor Ministro dos Estrangeiros (de dedo espetado na nossa direcção) lá fora condena a violência, mas que cá dentro se limita a avisar-nos sobre o que ele gostaria de fazer a quem se atrevesse a desenhar cartoons.

O senhor Ministro dos Estrangeiros também insiste que apenas tratou de reparar «as ofensas enormes que tinham sido feitas a toda a comunidade islâmica com a publicação dos cartoons». E que a comunidade de incendiários de bandeiras e de assaltantes de embaixadas tinham respondido com justificada e justa indignação. Ficámos cientes.

{Adenda} Ler o texto de Paulo Gorjão: «Aparentemente, essencial, «para consumo interno», era «lamenta[r] e discorda[r] da publicação de caricaturas de Maomé». Mas, seguindo a mesma lógica, valerá a pena recordar que, se a memória não me falha, o comunicado que Portugal havia votado na véspera fazia também referência negativa às caricaturas?»
Ver a nota de Vasco Pulido Valente. Ver também o comentário no O Insurgente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 03.03.06
||| Legendas nas transmissões desportivas.
Eu tenho medo que legendem os comentários de Gabriel Alves.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 03.03.06
||| Guevara, de novo.
Caro Rui: as minhas 3 linhas para chamar a atenção para o post do Valter Hugo Mãe mereceram-lhe um post muito mais longo. Não estou a sacudir a água do capote, dizendo que o post era do Valter; associo-me a ele. Não compreendo é a associação que faz entre a Resistência Francesa e o processo revolucionário cubano («Os processos revolucionários e os de libertação [Cuba de Baptista e França de Pétain] são sempre sangrentos e sumários. Faz parte da natureza humana...») nem as outras evocações. Mas é isto que eu pergunto: não se pode discutir o assunto? Ou trata-se de uma questão de fé? Porque, se se trata de uma questão de fé, estamos conversados.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds