Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 15.02.06
||| Evidentemente.
De disparate em disparate até à derrota final, por Paulo Gorjão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.02.06
||| Obsessivas fixações.
«Será admissível que a política externa de Portugal esteja entregue aos estados de alma, aos caprichos e às obsessivas fixações pessoais do prof. Freitas do Amaral, que não fala na condição de cidadão mas de ministro dos Estrangeiros? Será compreensível que o primeiro-ministro, o Governo e a maioria parlamentar não manifestem nenhuma incomodidade visível com tamanha exorbitância ou que um medíocre burocrata de serviço do PS não distinga entre os autores das caricaturas de Maomé e os incendiários de embaixadas? E como aceitar que nos tomem a todos por tolos quando se pretende que entre o recente discurso do Presidente da República em Évora, em defesa da liberdade de expressão, e as declarações de Freitas do Amaral, justificando a fúria islâmica contra o agressor ocidental, não existe nenhuma contradição ou dissonância, pondo em causa a credibilidade externa do país?»
Vicente Jorge Silva, no DN.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.02.06
||| Periférico.
Rui Ângelo Araújo, um dos homens da Periférica, na blogosfera com Os Canhões de Navarone. Começa muito bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.02.06
||| Para ler.










Michael Larsen, Nenhuma Certeza. Literatura policial dinamarquesa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.02.06
||| Selecta literária.
«Todos os pequenos de Sønderhøj conheciam a fundo homens e mulheres mal humorados e finos, que em nome de Deus carregavam a prerrogativa de dirigi-los e tornar-lhes a vida menos festiva. Em seus mesmos olhares, nos trejeitos de suas expressões, vislumbrava-se aquilo que demarcava as diferenças de nível, o abismo que separava as pessoas. Aqui em cima estamos nós e, lá embaixo, estão vocês, meus pequenos. E ainda mais alto ondulava então Nosso Senhor, que vinha a ser deles, por se encontrarem mais próximos. Cedo aprendias a baixar o olhar e convencer-se da insignificância do que se era. O sentimento de inferioridade roía suas almas como os vermes as maçãs…» [Byens Lys, 1983]

«Não acontece na Dinamarca, não mais, agora. Talvez aconteça na América do Sul, na Sicília, em cidades portuárias da Grécia, no oriente, em Hong Kong, em Singapura, na ilha de Sumatra, em lugares assim, talvez aconteça até mesmo em Marselha e, naturalmente, em Tanger e Casablanca. Aqui e ali nos Estados Unidos poderá eventualmente acontecer, mas de resto: no mundo civilizado, a bem dizer, baniu-se.
Nas maiores das grandes cidades, onde tudo pode acontecer, lá sem dúvida acontece; do contrário, não. na Escandinávia jamais acontece, a não ser que pudesse acontecer em Estocolmo, mas na Dinamarca, não, na Dinamarca há muito superou-se esse tipo de acontecimento. E se, contra todas as probabilidades, ainda assim fosse o caso de indicar um lugar onde teoricamente pudesse vir a acontecer, naturalmente teria de ser em Copenhague (que é uma espécie, sabe-se, de grande cidade), em sua zona portuária, em Norrebro ou - mais provavelmente - em Vesterbro.» [Freud, Jung og de andre, 1978]

De Peter Poulsen (escritor dinamarquês nascido em Frederiksberg, 1940)
Tradução (para o português do Brasil) de Per Johns
</span></span>

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.02.06
||| Revista de blogs. Encadernações.
«Um rico negociante de Cincinnati mandou encadernar a Virgem Sentimental, de Stern, com a pele de uma negra; e com as das costas duma chinesa o livro Tristan Shandy, do mesmo autor.»
{Citação do Conde de Sabugosa, no Manos Metralhas}

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.02.06
||| Revista de blogs. Divertimento garantido.
«Hoje é Dia dos Namorados e o Dia Europeu da Disfunção Eréctil. Dia de ilusões desfeitas, portanto.»
{Martim Silva, no Mau Tempo no Canil}

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.02.06
||| Revista de blogs. Numa chancelaria.
«- Esta turba de fanáticos, imagine lá o doutor, já anda a matar gente em nome da crença religiosa...
- Vossa Excelência desculpe, mas não me revejo no conteúdo licencioso da sua declaração.»
{Pedro Correia, no Corta-Fitas.}

Aliás, sejam dadas as boas vindas ao Corta-fitas em geral: ao Pedro Correia, ao Duarte Galvão, ao Francisco Almeida Leite, à Luísa Naves e ao Albano Matos.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds