Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 15.12.05
||| A guerra das audiências vai ser feroz.














Uma pessoa, de vez em quando, esforça-se. Fala de temas morais e de livros com índice remissivo, cita os mestres e até comenta os despautérios da política. Muito bem. Mas quando se fala de Luana Piovani, não há dúvida, a audiência sobe. A partir de agora haverá uma série de «Posts Luana Piovani da semana» e mesmo «Posts Meg Ryan da semana» (é uma questão pessoal). A guerra das audiências vai sempre dar ao mesmo. Sexo, sexo, sexo. Só pensam nisso. Depois queixam-se.

Sim, podem pedir a publicação da foto de Luana Piovani na Academia Brasileira de Letras, podem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.12.05


||| José Pacheco Pereira no Livro Aberto desta semana.
Cinquenta minutos para falar de Álvaro Cunhal. Uma Biografia Política (Temas & Debates), o terceiro volume da biografia, dedicado ao período entre 1949 e 1960, ou seja, aos anos da prisão. Temas em cima da mesa: o julgamento de Cunhal, a passagem pela Penitenciária de Lisboa, as marcas da prisão na vida de Cunhal, o afastamento entre Cunhal e o PCP durante os anos de Júlio Fogaça, e, naturalmente, o tema polémico das execuções de membros do PCP durante os anos cinquenta.

O Livro Aberto é emitido na RTPN aos sábados, às 23:00; aos domingos às 13:00; às segundas e quartas às 20:00. Na 2: nas noites de quartas para quinta à 1:30. Na RTP Internacional e RTP África aos domingos, às 05:00 de Lisboa-GMT (menos duas horas em São Paulo).

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.12.05
||| What Your End-of-the-Year List Says About You?
Via Rui Manuel Amaral (Dias Felizes), leia-se o texto de Jessa Crispin: «What Your End-of-the-Year List Says About You?», no The Book Standard.

E continuemos a votação nos melhores livros de 2005, no Livro Aberto. Recordo que a lista definitiva com os finalistas será publicada no Mil Folhas, do Público.

Daqui a duas semanas, o programa terá como convidados Isabel Coutinho, Eduardo Pitta, Pedro Mexia e Fernando Pinto do Amaral e o tema será, naturalmente, o balanço do ano editorial.

Actualizações no Livro Aberto, com as listas de best-sellers.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.12.05
||| Democracia.
«A cada duas palavras que ele fala, uma é a palavra democracia. Pois é: o mal das democracias é que elas acabam sempre na mão dos democratas.» Millôr Fernandes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.12.05
||| Luana, não te queremos intelectual.











O Sérgio Ripardo, da Folha, acha-se chocado com o facto de Luana Piovani ter demorado seis meses a ler Cem Anos de Solidão. Por esse ritmo, diz Sérgio, Luana levaria quatro anos para ler os volumes do Harry Potter. Bom. O seguinte: Luana, nós não te queremos intelectual. Nem eu, nem o Jorge, nem o Luis F. Verissimo. As coisas são como são e para o que são. Esses críticos não entendem nada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.12.05
||| Por falar nisso.
Lembra-me a H., por mail, porque eu devia estar distraído na altura: Jerónimo de Sousa falou do «investimento beduíno»? Se fosse Cavaco, teríamos o SOS Racismo a falar?

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.12.05
||| O Kalevala.
Li o Kalevala (o poema nacional finlandês) em francês e acompanhei as aventuras de Väinämöinen, o herói. Naquela altura, por volta de 1986, conhecia a Lapónia, a arquitectura de Alvaar Alto, os romances de Mikka Waltari, os bosques de Kuusamo e a fronteira da Carélia, as estradas de Rovaniemi e as livrarias da Manherheim. Ainda não havia o blog do Homem das Neves. Isto tudo a propósito da versão portuguesa do Kalevala que vai estando disponível na net, através de Orlando Moreira.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.12.05
||| Os debates.
Artigo de hoje no Jornal de Notícias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.12.05
||| Destruir um livro.
Por exemplo, o que leva um editor a publicar um pequeno ensaio de George Steiner (A Ideia de Europa, Gradiva), repito, de George Steiner, e a imprimir, na capa «Prefácio de José Manuel Durão Barroso»? Vejam se percebem o absurdo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.12.05
||| Filomena Mónica.
Texto da semana passada, publicado no JN, sobre o livro de Filomena Mónica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.12.05
||| Varig.
Enquanto o Gonçalo acompanha, em São Paulo, o negócio da Varig, aqui comenta-se muito sobre o «abandono da Tap». Na verdade, a hipótese Nelson Tanure acaba de ser suspensa. A história da Varig é mais do que uma soma de incongruências, de má administração e de esbanjamento; é, também, nas mãos da Fundação Rubem Berta, uma amostra do triste nacionalismo económico brasileiro. Um dia, por este caminho, a Varig somar-se-á à Transbrasil e à Vasp.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.12.05
||| Leituras brasileiras.
O Paulo Gorjão assinala a Primeira Leitura, uma revista brasileira, que leio desde o primeiro número. Herdeira da República, outra revista marcante, e parceira da Bravo! (agora no grupo Abril) a Primeira Leitura foi primeiro um site muito interventivo e culto. O Paulo chama a atenção para os textos de Rui Nogueira; eu acrescento os notáveis artigos de Reinaldo Azevedo.

Um dos textos de Reinaldo Azevedo que citei ultimamente: sobre Seu Jorge. O texto da sua coluna na última edição da Primeira Leitura começa assim:
“Sou o próprio homem inatual. Adoraria ver a esquerda combatendo em nome dos seus antigos princípios. Mas os esquerdistas se tornaram, como dizer?, culturalistas. Não dão mais a menor pelota para a economia. Abandonaram miseravelmente o marxismo – talvez por dificuldade de leitura e interpretação; Marx pode ser terrivelmente chato e obscuro. Fizeram-se “militantes” de hábitos e costumes que consideram heterodoxos e progressistas.”

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 15.12.05
||| Enfim.










Depois de, em Outubro, anunciar que Israel devia ser «riscado do mapa», Mahmoud Ahmadinejad, presidente iraniano, diz que o Holocausto foi uma «invenção europeia»: «Eles fabricaram uma lenda sob o nome de "massacre dos judeus" e colocam-na acima até de Deus, da religião e dos profetas.»

Na foto, o sequestrador Mahmoud Ahmadinejad escolta um dos reféns da embaixada americana em 1979.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds