Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 29.11.05
||| Revisionistas. A invasão de Timor.
Uma das coisas desagradáveis dos documentos é que não são eles que fazem os revisionistas da História. Sobre a história da invasão de Timor pela Indonésia, os EUA desclassificaram documentos.

Site do National Security Archive. Novos documentos desclassificados. Documentos de 2001. Documentos britânicos. Notícia do Público («Em Março de 1975, Portugal já tinha informado os Estados Unidos não ser sua intenção resistir a uma possível invasão de Timor-Leste pela Indonésia.»).

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 29.11.05

||| Revista de blogs. Transgressão.
«O sonho de um esquerdalha libidinoso: transgredir com uma conservadora.»
{Bruno Sena Martins, no Avatares de Um Desejo}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Livros

por FJV, em 29.11.05

 

 
         
 
 
         
 
 
         
         
         

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ligações

por FJV, em 29.11.05

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 29.11.05
||| Cultura.
Quando dirigia a revista Ler, quis por várias vezes saber «que livros lêem os candidatos». Candidatos a primeiro-ministro (desculpem a imprecisão...), candidatos a Belém. Primeiro, formalidades e protocolo: contactar a candidatura propriamente dita. «Ó pá, vai ser difícil.» Depois, feito o pedido oficial, por fax, meia-dúzia de telefonemas para amigos que trabalhavam nas candidaturas. «Vê lá se me mandas a lista», pedia eu a dois ou três ao mesmo tempo. «Vamos ver, pá, mas ele quer ver isso antes de mandar.» Uma semana de espera. O candidato compunha a sua lista de leituras («os livros da minha vida, vá lá») com recato, inspiração e responsabilidade. Semana e meia de espera. «Tá difícil, há os comícios, ontem fomos para Viana do Castelo, amanhã temos de estar em Évora.» «Mas façam a lista, são quinze livros. Dez livros.» «Vamos ver. Ele não tem tido tempo.» «Mas escreve que era o Sandokan.» «Não pode ser, pá, isto tem de ser bem pensado.» Mais dois dias para pensar. Chegava o fax do candidato, depois o fax do outro candidato, depois o do outro. Telefonemas a agradecer os faxes. «Ó pá, e que livros é que citou o fulano?» «Nada de especial, tu sabes. Eles fazem como vocês, assim por cima, ideias gerais, a Bíblia, Os Lusíadas, e tal, Guerra e Paz.» Silêncio. Burburinho. «Ouve lá, ele citou a Bíblia?» «Citou.» «Desculpa lá, mas altera a nossa lista. Tira o Aquilino e põe a Bíblia.» «Tiro o Aquilino?» «Tira o Aquilino.» «Mas ele concorda?» «Bom, a Bíblia é fundamental, não é? Se não for o Aquilino é quem?» «Não sei.» «Então sai o Aquilino.» Depois outro telefonema, cumprimentos e agradecimentos. «Tu sabes, ele queria pôr aquele livro, aquele do...» «Sei.» «Não pode ser.» «Porquê? Se ele gosta.» «Não pode.»

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 29.11.05
||| Crucifixos.
Uma coisa é retirar símbolos religiosos de salas de aula. Outra, mantê-los lá, apesar da lei. Há uma diferença.

P.S. - Durante vários semestre de Direito, há muitos anos, um professor marcou todos os testes e exames de um amigo meu para sábado de manhã. De propósito. Ele chumbou duas vezes, porque cumpria o shabbat.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 29.11.05
||| Mitterrand no divã.
Para aqueles que se queixam de violação de privacidade, aqui está outro tema (via Abrupto): o psicanalista de François Mitterrand conta as suas conversas com o ex-presidente. Em livro a seguir. Na primeira visita «his patient does not want to talk about his childhood or his dreams, but about Margaret Thatcher and the crisis over the Argentine invasion of the Falkland Islands».

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds