Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 30.09.05
||| Para ninguém ficar a rir.












Crocodile, uma lager clara e surpreendente, de Halmstad. O rótulo tem aquele lagartinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 30.09.05
||| Walking on thin ice.




O Pedro Mexia regressou à actividade com o mesmo estado civil de sempre: «Walking on thin ice.»
Sim, andamos a ouvir Smog.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 30.09.05
||| Guerra nas letras.
Sobre o «perfil humanista» para chegar à presidência: Manuel Alegre responde a Soares – aqui e aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 29.09.05
||| Soares & Cavaco.
O artigo desta semana no JN, Sangue, Suor e Lágrimas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 29.09.05
||| Repetições de hoje.
Ah, compreendi finalmente o imbróglio. A questão, portanto, não é saber se Soares é ou não beneficiado com a divisão da esquerda. É ter a certeza de que Soares passa à segunda volta no confronto com os outros candidatos de esquerda. Assim está melhor.

As sondagens do DN são o pormenor em que só acredita quem quer. Variações de números mínimos dão lugar a discussões temperamentais sobre o futuro da esquerda e sobre a matemática eleitoral. Basicamente: mesmo se Alegre fosse melhor do que Soares na segunda volta, a matemática falha redondamente: para ser melhor na segunda volta é preciso estar na segunda volta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 29.09.05
||| Aleluia.
O que aconteceria se, a partir das 19:00 horas de hoje (hora de Lisboa, 15:00 em Brasília) Lula fosse alvo de impeachment e tivesse de demitir-se? Nada menos do que isso: a presidência do Brasil iria parar, direitinha, às mãos da IURD, Igreja Universal do Reino de Deus. Conferir aqui. Deu de vez.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 29.09.05
|||A noite, o que é?, 55.
As cidades têm hotéis. Varandas. Os quartos de hotel nem sempre são felizes. Têm televisões ligadas, frigoríficos, camas brancas. Lembram-me sempre esse hotel noutra cidade, diante do Índico. As obsessões pagam-se com a vida, mais tarde ou mais cedo, mas seguramente mais tarde, quando tudo desapareceu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 29.09.05
||| Repetições.
Verdadeiramente, oiço notáveis especialistas em sondagens e não entendo. O problema é meu, mas não percebo como é que quatro candidatos de esquerda que vêm para massacrar um provável candidato de direita ou centro-direita (e que se candidatam -- à excepção de Francisco Louçã, honra lhe seja feita, que disse ao que vinha -- para derrotar Cavaco), vão favorecer um deles na primeira volta das eleições. A menos que o cargo seja politicamente irrelevante, claro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 28.09.05
||| O cantinho do hooligan.













Se ontem bebi uma Boddington's, a cerveja de Manchester, hoje não me resta outro remédio senão beber uma bela cerveja de Bratislava em honra do meu caro ausente Jorge Costa. Pois que saia uma Velkopopovice. Pilsener, leve, por favor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 28.09.05
||| Corpo, traiçoeiro.
Os textos dos blogs médicos deviam ser mais lidos entre nós. Às vezes leio as experiências descritas pelo J., ou no Blogame Mucho, por exemplo, e volto atrás para ter muita misericórdia por ele, pelo corpo imenso dos que sofrem. O sofrimento é mais real do que parece, mais inútil, menos metafísico. E nasce um grande respeito por aqueles que, tocados por doenças terminais, resistem até onde podem; ou desistem, com ou sem dignidade. A dignidade é boa para observar nos outros. Mas morre-se bastante sem que a dignidade nos devolva a vida. Não tem nada a ver com tranquilidade, com esperança, com determinação. Morrer com dignidade, morrer em silêncio, deixar um rasto de coisas por fazer. Não há mais nada, em certas alturas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 28.09.05
||| Toma lá, dá cá.
O governo brasileiro disponibiliza 500 milhões de reais para emendas parlamentares, mais uns milhões para obras de prefeituras aliadas. Em troca, pede votos em Aldo Rebelo na eleição para presidente da Câmara de Deputados. É mais mensalão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 28.09.05
||| De caminho.
Final de um post sobre a doença, assinado pelo Besugo, no Blogame Mucho: «O homem já não a quer, deixou-a ainda antes da peruca loira. Os tesões são difíceis em altura de sofrimento e toda a gente sofre um bocadinho, todos os dias, dispensando ao drama explicações adicionais. É só a vida.» Ler todo. Andamos a esquecer coisas essenciais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 28.09.05
||| Revista de blogs: Racismo e sal grosso.
«Acho que tudo isso só aconteceu porque sou mulher e tenho cabelo ruim. se fosse o reynaldo gianecchini ou a malu mader, ninguém se importaria. ou só porque minha bunda é grande e tenho uma ancona lopez bem torneada. só porque tenho molejo e malemolência. só porque ouço pagode e acho graça. (...) só porque cultivo os intelectuais da escola do dj marlboro. só porque eu sei dançar. só porque eu tenho os sapatos mais bonitos e as saias mais rodadas. só porque meu blog é mais legal e mais preto do que o seu. só porque eu tinha os melhores visitantes do mundo, 100% cohab. agora veio essa horda de chupacabras acampar na minha quitanda e dizer que eu sou racista. se gente mal intencionada constitui uma raça, lamento dizer que desgosto desse grupo específico de pessoas. sal grosso pra vocês.»

{No Nibelunga de Cabelo Duro.}

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 28.09.05
||| Revista de blogs: Mensagens.
«Mensagens no meu celular me fizeram dançar descalça pela casa com as calças escorregando da cintura no melhor estilo funqueira. Quando menos se espera, a ostra cospe uma pérola.»

{No Mishappenings}

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 28.09.05
||| Em nome das audiências.










A Playboy brasileira de Outubro, que sairá na próxima semana, tem uma capa promissora: a da jornalista Camilla Amaral, ex-assessora da senadora Ideli Salvatti (do PT de Santa Catarina) e que ganha o título de Miss CPI do Mensalão. Outros dados importantes: além de conhecer bem os meandros do PT, Camilla é solteira, mora em Brasília, tem 1,68 de altura, pesa 53 quilos e é loira. Não sei o que mais se há-de dizer. Ah, claro, a idade. 25.








Já quanto à revista Sexy -- mas edição de Novembro -- parece tudo confirmado quanto à hipótese de a sua capa ser ocupada por Diana Buani, que em Brasília recebeu o título de A Musa do Mensalinho; Diana, de 31 anos, é a mulher de Sebastião Buani, o dono do restaurante que acusa Severino Cavalcantti, ex-presidente da Câmara de Deputados, de «receber propina».

E assim cumpre o Origem das Espécies um inestimável serviço público. Obrigado a todos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 27.09.05
Uma bitter.












Cerveja de bar. Boa para beber em pressão. A cerveja de Manchester (informação adicional e desnecessária, mas enfm).

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 27.09.05
||| Fazer sangue, 2.
Por isso, ou muito me engano, ou começou a fase de pedir muito respeitinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 27.09.05
||| Fazer sangue.
O candidato Mário Soares acha que fazer-lhe perguntas a que não quer responder é fazer o jogo deles. Deles, dos jornalistas, que só gostam de sangue. E por que querem eles sangue? Por nada de especial. Porque fazem perguntas. Ora, o que devem fazer os jornalistas nestas circunstâncias, segundo Mário Soares? Não fazer sangue. Podem fazer sangue em muitas outras circunstâncias, «cumprindo o seu dever cívico», mas não podem -- por exemplo -- interrogar Soares sobre o paralelismo entre Zenha e Alegre. Isso, que me parece uma pergunta muito pertinente (dado que é bom conhecermos o carácter de um candidato a Belém), é fazer sangue.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 27.09.05
||| A entrevista.
A entrevista de Fernando Gabeira à revista Primeira Leitura, a propósito da crise brasileira, é exemplar. Publicarei extractos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 27.09.05
||| O espírito dos trópicos.













Há casas e estômagos onde não entra refrigerante. No meu caso, além de todas as outras bebidas catalogáveis, há uma cousa incontornável: Coca-Cola Light Lemon, no Brasil. E só lá, por causa do limão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 23.09.05
||| Coisas inconcebíveis, 2.
A virgindade absoluta reivindicada pela generalidade dos editorialistas e comentadores em relação ao «caso Felgueiras» não é totalmente inconcebível, mas era esperada. Como se sabe, e pelo menos isso acontece nos países e sociedades em que as coisas (em si mesmas) não se resolvem, a palavra substitui sempre os actos. A indignação absoluta substitui quase tudo. É uma questão de adjectivos mesmo quando se indignam contra a «justiça da rua», praticando-a depois nas páginas dos jornais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 23.09.05
||| Coisas inconcebíveis, 1.
A ser verdade o que o Público escreveu ontem e reafirma hoje acerca do «caso Felgueiras», conviria saber quem sabe o quê e quem foi avisado e de quê. Isto pode não ter importância, mas trata-se da confusão deliberada entre partido, Estado e Justiça. Escrevo estas coisas com inicial maiúscula, mas nem sei bem porquê.

Ainda no Público, ver o «Dossier Eurominas».

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 23.09.05
||| Comparações (o regresso).
Passou-me despercebida aquela tentativa de comparar a «aversão de Salazar» pelos partidos políticos (o que são os eufemismos!) à opinião de Cavaco Silva sobre o sistema partidário, feita por Almeida Santos. É uma iniciativa brilhante e tentadora. Está aberto o caminho para a asneira de fino recorte literário. Tenham medo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 23.09.05
||| A noite, o que é?, 54.
Havia um pátio, gente em redor, um colorido, tudo o que se perdeu ficou lá. Mesmo a felicidade, como um doença de que nunca me livrei. Mesmo aquele cheiro de que até hoje não me libertei. Aquele cheiro indefinido em volta de tudo. As pessoas liam e perguntavam. Procuravam sinais. O maior erro é o de procurar sinais no que se escreve. A infelicidade, às vezes, provoca grandes momentos de alegria. A alegria é uma fenda, uma noite no meio da folhagem. Escreve-se: «Folhagem, aroma, mão, braço, rosto, janela, noite.» E as pessoas não suspeitam que o sofrimento deixou de ser apenas uma espécie de metáfora mas que nunca se esquece essa imagem, as folhas das árvores vistas da janela. O grande mal que a literatura faz. Escrever é ser o contrário. Escreve-se contra a recordação, contra os sinais, contra as marcas; é a única honestidade, a única saída.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 23.09.05
||| A idade & André Gide.
Caro José: obrigado pela citação de Gide. É muito boa. Eu gosto de velhos. Tenho medo da sua imensa sabedoria — porque é imensa, provocadora — e aprecio-a. Acho que é um bem indiscutível. As sociedades ocidentais esquecem os seus velhos, endeusam «a juventude», que é um estado ligeiramente flutuante e representa um mercado fabuloso, fácil e vulnerável. Mas a verdade é que este Ocidente despreza os velhos, abandona-os. Mesmo quando querem elogiar um velho salientam, antes de mais, a sua «juventude». Nelson Rodrigues dizia que a juventude não era propriamente uma idade — mas, antes, uma questão de «falta de idade». Em primeiro lugar, a juventude tem apenas uma vantagem: a idade. O que é, também, a sua grande desvantagem, e por isso deve ser «posta no lugar». A falta de idade permite, aos jovens, dar pulos, erros ortográficos e passar noites em branco. Mas impede-os de apreciar outras coisas. (A categoria mais próxima da «juventude» é a dos velhos gaiteiros: esses, não farão nem uma coisa nem outra. Morrerão de stress.)
Dito isto, deixe-me repetir que (como insisti desde o início) colocar adversativas à candidatura de Mário Soares a partir do dogma da idade é um argumento fraco e, certamente, injusto. Lembro-me sempre de uma entrevista de Álvaro Cunhal na RTP, por volta de 1982 ou 1983; alguém lhe faz uma pergunta sobre «as recentes críticas de António José Saraiva» ao Partido Comunista e Cunhal, com aquela crueldade fria mascarada de aura romântica, diz apenas: «Esse está é velho.» Não acredito que o José M. F. concorde com tudo o que Mário Soares pensa ou afirma, repetidamente, pensar (nem isso é importante) -- mas ambos sabemos que, em nenhuma circunstância diríamos essa frase. Mário Soares é uma referência indiscutível da democracia, evidentemente, e falar da sua idade é condená-lo a bonzo desta República. Precisamente porque, tal como o argumento da «juventude» é escasso, também o da «maturidade» (com a carga excessiva de nulidades que arrasta: «magistério de influência», «experiência», «animal político», «figura incontornável», etc.) parece de pouca utilidade. Eu quero que discutam com Mário Soares ou que apoiem Mário Soares sem veneração pela sua idade ou sem lhe desaprovarem a audácia e o atrevimento da idade. Porque, naturalmente, quem vai à guerra, dá e leva. Não há cerimónia; nem venham, depois, pedir respeitinho.
O que exactamente estava em causa na nossa discussão (e na qual entravam também o Paulo Gorjão e o João Gonçalves) era Soares como venerável figura, ligeiramente acima de todas as críticas. O que o José escreveu foi o seguinte: o centro (no caso, o João e o Paulo, por exemplo) não deve criticar Soares porque a figura de Soares é de tal forma avassaladora que não é Soares que perde o centro mas, sim, o centro a perder Mário Soares. Ou seja: se o centro criticar Soares vai ficar sozinho, coitado, enquanto Soares faz a sua inevitável marcha triunfal (o seu passeio pela avenida). Foi a isso que eu chamei optimismo político e, portanto, fé em excesso. Mas, enfim, é uma ideia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 22.09.05
||| Revista de blogs: Conselhos.
«Dá-te com gente séria. Gente da tua faculdade. Gente que fode por dinheiro, e que casa para arranjar emprego.»

{No Sem Wonderbra.}

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 22.09.05
Crise passional.
Sem sentimentalismos (meus), sem muita pena ou comiseração pelo «velho PT» brasileiro, há pontos muito razoáveis nesta crónica de Villas-Boas Correia, «Crônica de uma crise passional».

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 22.09.05
||| Literatura, wisdom.













Já em edição brasileira -- eu recomendo muito este livro de Hardold Bloom, Onde Encontrar a Sabedoria (tradução de Where Shall Wisdom Be Found?), publicado pela Objetiva.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 22.09.05
||| Sim, foi uma pena.
O Prémio Jabuti atribuído, no Brasil, a Nelida Piñon -- por Vozes do Deserto (na Record). Chato, hein?

Bom, mas atribuir um jabutizinho (segundo lugar) na categoria de contos & crónicas ao Frei Betto, só por muito, mas mesmo muito descaramento. Hein?

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por FJV, em 22.09.05
||| Notícias do front.
Severino Cavalcanti segue os passos de Lula: ameaça ao ver a hora da saída. Lula não saiu, mas Severino já está fora.

Daniel Dantas, o banqueiro do Opportunity, lá menciona a Portugal Telecom. E tem a história deliciosa do filho de Lula, cujo preço até a Brasil Telecom achou demasiado alto -- a Telemar aceitou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3




Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds