Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 06.10.07
||| Eles adoram queimar, 3.

De João Paulo Brito, por email:
«O que é irritante no mail [de Nuno Filipe Oliveira], é que se defendem os actos mais estúpidos e irracionais e também reaccionários com base no facto de as lideranças e elites ocidentais serem também corruptas sendo então tudo permitido.
É o eterno mecanismo de manipulação à Bloco de Esquerda. Quando se diz que Fidel é um ditador ou que Chávez vai gradualmente sendo outro ditador, a resposta é invariavelmente a mesma: e então os EUA (de preferência os EUA que são sempre a fonte de todo o mal) onde há miséria e que desencadeiam guerras noutros sítios, ou Portugal onde há tanta gente a viver mal, etc,etc, também não são sítios onde não há democracia? Ou seja, pega-se nos nossos males e que efectivamente são muitos, para primeiro se menorizar os defeitos que apontamos aos heróis do mundinho arrumado desta gente para depois os transformar até em virtudes. E a conclusão é sempre a mesma: nesses países as pessoas até podem não conseguir dizer aquilo que lhes apetece [...], mas “até há igualdade”. E sendo asim está tudo bem, porque estas pessoas não vão em grupos. E é nesse contexto que depois fazem a apologia de um acto tão simbólico da intolerância, reaccionarismo e opressão como queimar livros ou revistas com conteúdos dos quais discordam ignorando que milhares de pessoas deram as suas vidas por coisas tão simples como dizer e ler aquilo que se quer.Eu só gostava de saber se acaso queimasse alguma cópia dos discursos histéricos, demagógicos e idiotas de Chávez porque eu também não vou em grupos e muito menos no de Chávez, se ele no espírito da sua “revolução bolivariana”, se manteria mudo e quedo ou me instauraria um processo [...].
É que, pelo menos em Portugal, se eu ficar descontente com as mentiras e manipulações do Público ou, para este efeito as do Le Monde Diplomatique, tenho uma solução muito simples que é deixar de os comprar. Realmente o Sr. Nuno Oliveira pode não ir em grupos mais os seus amigos à volta da fogueira, mas eu e muitos outros como eu também não estão interessados em ir nos grupos do Sr. Nuno Oliveira à volta das suas fogueiras condenatórias da liberdade de expressão e que não obedecem aos seus cânones daquilo que ele entendem ser a verdade política mas que é sempre excludente das verdades de todos os outros que discordam dele.»
De Amélia C. Malheiro, por email:
«Nunca pensei que pactuasse com a obscenidade desse artigo da Veja, mas confere se pensarmos nas suas tropelias sobre Lula da Silva. Queimar a revista é um acto simbólico, de protesto contra uma revista que se tem colocado permanentemente do lado da direita e que tem hostilizado o presidente do Brasil. Ou eles não têm liberdade de protestar? O senhor é anti-Lula, mas foi Lula quem ganhou as eleições e contra isso não há nada a fazer.»
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005