Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 31.12.05
||| JCP.










Antes do Natal, mesmo antes do Natal, A Corte na Aldeia recordou José Cardoso Pires em várias passagens. Lembram-se disto, de olhar ao espelho?
«Não, nisto de alguém se interrogar ao espelho, olhos nos olhos, é consoante. Tem muitos ângulos - e tu estás aí, que não me deixas mentir. Vários ângulos. Há quem procure, santa inocência, fazer um discurso de silêncio capaz de estilhaçar o vidro e há quem espere receber, por reflexo da própria imagem, algum calor animal que desconhece. Seja como for, o que dói, e assusta, e é triste e desastradamente cómico neste exercício, é o pleonasmo de si mesma em que a pessoa se transforma. Repete-se. Se bem que com feroz independência (todo o seu esforço é esse) repete-se em imagens controversas que a possam explicar.»

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005