Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



...

por FJV, em 09.10.05
||| Nacionais, locais. (actualizado)
Leituras nacionais: apenas «casos». Nem por isso os dos «candidatos bandidos», como os de Felgueiras, Gondomar, Salvaterra de Magos ou Amarante. Mais as vitórias inesperadas ou no limite como em Santarém, Aveiro, Barreiro, Beja, Guarda e outras.

:: Notas soltas ::

1. Manuel Maria Carrilho é um universitário. Dispôs-se a ir a eleições. Não pode depois acusar o eleitorado por não preferir o seu programa. Arrogância até na derrota; uma imagem patética numa despedida com discurso envenenado.
2. Na história das relações familiares, as relações entre Mário Soares e João Soares são um case study.
3. Acho estranho que a «indignação» contra os candidatos a contas com a justiça (já não se sabe que mais eufemismos se hão-de inventar) se vire contra eles e contra os seus eleitores e não contra sistema judicial e as trapalhadas das decisões judiciais. E não me parece que pedir para os jornais e televisões deixarem de conceder espaço a Felgueiras, Isaltino ou Valentim seja o melhor caminho. Escolher supõe riscos. É a vida.
4. Não há grandes lições a tirar; só os moralistas têm sermões sempre preparados para contrariar as evidências.
5. O discurso de Jorge Coelho: completamente surrealista. (Basta comparar.)
6. Vergonha absoluta: a «avaria» no sistema do STAPE. Choque tecnológico. Muito duvidoso o que aconteceu.

Autoria e outros dados (tags, etc)


17 comentários

Sem imagem de perfil

De R. a 11.10.2005 às 07:47

Quando os «candidatos bandidos» se dizem difamados, nós sabemos porque o fazem...
Quando se difama alguém de facto, podemos não saber porquê, mas sabemos que são péssimas as intenções...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.10.2005 às 00:58

Tem a certeza que o mayor do mundo do futebol nao é o presidente da Liga? Quem apoia o presidente da Liga de Futebol é... responda se souber. Pista: aquele que nao quer nada com futebois.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.10.2005 às 00:33

Então quando lá estava o capachinho do Fernando Gomes é que o Porto era uma nação? oh amigo as gentes do Porto mostraram agora que são efectivamente uma nação não se deixando influenciar nem indo em tretas do, quer queiramos quer não, mafioso Pinto da Costa, e não será por isso que gostam menos do F.C.Porto; parabéns gente do Porto -que lição-!

Nota:o mafioso P.C. não deixa no entanto de ser o maior no mundo da máfia (o mundo do futebol).

Severino
Sem imagem de perfil

De J.A a 10.10.2005 às 17:32

Estou chateado.
A CDU foi a grande derrotada!!!
Como é possível perder o Barreiro e Setúbal?
E não ganhar a Marinha Grande e Peniche?
E deixar cair Alcochete e Sesimbra?
Só me apetece chorar!!!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.10.2005 às 17:01

o Porto já nao é uma naçao há 4 anos e assim vai continuar pelos votos dos inteligentes: cinzenta, silenciosa, triste, pobre e a preto e branco como o clube de Valentim Loureiro. E com um presidente que coitado é uma vitima de todos, da comunicaçao social, dos arrumadores, de Pinto da Costa, do ar e do vento.

Porto sentido, Porto adiado
Sem imagem de perfil

De chapa a 10.10.2005 às 16:31

Dá assim tanta dor de barriga a existência de uma câmara BE, ao ponto de a incluir na lista dos vigaristas?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.10.2005 às 15:49

Ai eu estive quase no "empate técnico" e o Porto ali tão perto. Uma grande lição democrática da maioria dos cidadãos do Porto. Contra tudo e contra muitos não se deixou levar em cantigas de sem-abrigos e corações da cidade.
Os dentistas no Porto hoje não têm mãos a medir. É só tratar de "abcessos" das bocas foleiras, sondageiras, jornaleiras e clubiteiras.
Sem imagem de perfil

De cris a 10.10.2005 às 13:35

A nao ser que acreditem numa teoria da conspiraçao de portugueses que causassem a sobrecarga do server para o país nao poder comparar as eleiçoes de 2001 com as de 2005 e verificar que afinal o ps ficou com os mesmos votos e que quase nada mudou.
Sem imagem de perfil

De cris a 10.10.2005 às 12:15

A prova de que este é um país de palermas é pessoas que usam a net habitualmente , começarem a levantar suspeitas do crash que aconteceu no STAPE. É preciso ser palerma para julgar tal coisa!
Sem imagem de perfil

De cris a 10.10.2005 às 12:11

A conclusao a tirar é o que o país é o país de maioria palermas com baixo QI que elege palermas de baixo QI. As principais cidades do país tem os presidentes que merecem.

Comentar post


Pág. 1/2




Blog anterior

Aviz 2003>2005