Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mário Cesariny. 2

por FJV, em 01.01.11

 

Na foz do Rio Minho

 

Com as mãos na água fria era melhor.

Tu largavas a vela e o mar cobrava

De ondas mansas a barca sem motor.

 

Eu tinha o medo que a alegria dava

Ao teu quase francês e ao meu espanhol

Que a nenhuma das línguas namorava.

 

O monte de Santa Tecla e em baixo o Forte,

Eremita mirabndo as laranjeiras

Das abras Norte e Sul e Sul e Norte.

 

Tu sol a pino eu senhor do croque

Que com um seco raspar de unha

Batia as margens sóbrias da Corunha.

 

Mário Cesariny, Manual de Prestigiditação

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005