Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



...

por FJV, em 01.04.06
||| A noite, o que é?, 56.











Nenhuma história devia ser pública. Nenhum rumor devia ser conhecido. Nenhuma confissão devia ser relacionada. Nenhuma palavra devia ser repetida. Nenhuma imagem devia ser mostrada. As pessoas deviam calar-se acerca das coisas verdadeiras. Ou as coisas deixam de ser verdadeiras. Ou tudo se gasta.

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Sem imagem de perfil

De JPN a 02.04.2006 às 23:40

que saudades que eu tinha destes apontamentos nocturnos...
Sem imagem de perfil

De Sílvia a 02.04.2006 às 20:33

A noite vela e desvela, e nada se impõe, nem na ousadia da verdade, nem no silêncio reprimido, nem nas quantas palavras que se vincam pela repetição afirmativa do seu grande papel: talvez uma verdade contida em cada noite, talvez uma história proferida no próprio silêncio.
Sem imagem de perfil

De corpo visível a 02.04.2006 às 17:20

.
ui! a noite!
.
que bom!
.

Comentar post




Blog anterior

Aviz 2003>2005